Como começar a usar o LinkedIn

O Linkedin assumiu-se nos últimos anos como a grande montra do mundo profissional. Nos últimos 15 (o Linkedin iniciou atividade em 2003), fomos assistindo a profundas alterações na forma como os recém-licenciados se apresentam ao mercado, como procuram as primeiras oportunidades de emprego, como constroem relações profissionais e como comunicam à escala nacional e até global.

Cristina Bernardo

Pedro Caramez, consultor de Marketing Digital, especialista em recrutamento Digital e Employee Advocacy, redigiu para o Jornal económico um conjunto de dicas sobre como começar a usar o LinkedIN, uma rede social dedicada a promover contacto entre vários profissionais de diversas profissões.

A rede apresenta números incríveis:

  • 600 milhões de utilizadores em todo o mundo e mais de 2,5 milhões em Portugal.
  • 20 milhões de empresas, das quais mais de 30 mil são portuguesas.
  • 5 milhões de ofertas por mês! A plataforma é hoje o recurso natural para veiculação de ofertas de emprego para inúmeros setores de atividade.

Dicas para começar a sua atividade Linkedin: o Perfil

Criar um Perfil – deverá ter pelo menos dois idiomas para aumentar a sua visibilidade na rede.

Apresentar uma fotografia profissional – não é aceitável colocar uma fotografia social que esteja a ser usada noutras redes sociais. Esta é a sua primeira impressão.

Mostrar um título apelativo – deverá incluir um a dois cargos que poderá desempenhar, as áreas de especialidade e possível setor ou indústria.

Redigir um resumo forte – este resumo deverá demonstrar quem é; o que quer fazer; que funções pode desempenhar; que competências críticas tem; e quais as suas motivações profissionais. Muitos candidatos descobrem oportunidades de emprego nesta rede.

Associar alguns conteúdos multimédia – a fotografia deverá ser de algum evento em que tenha participado com ligação a algum trabalho especial feito na Universidade.

Adicionar à experiência profissional – os primeiros estágios curriculares e profissionais deverão figurar, mas não a palavra estagiário. Coloque, sim, a função. Não deixe de descrever em detalhe as suas principais responsabilidades nessas atividades.

Associar a Universidade à sua experência académica – confirme que o logótipo da Universidade/Faculdade aparece no Perfil.

Incluir no mínimo 5 competências no perfil – não stresse se ainda não tiver experiência comprovada nestas competências! Vai ter brevemente.

Introduzir conquistas diversas relevantes – cursos e certificações mais importantes, idiomas, projetos e organizações em contexto académico também deverão lá estar.

Valorizar experiências de voluntariado – valide a sua associação a projetos de voluntariado.

Ler mais
Recomendadas

Estaleiros de Viana, CTT Logística e STCP apostam na inovação

A tecnologia está a diferenciar as novas soluções que respondem às necessidades dos serviços e negócios nascidos da rápida evolução que os mercados estão a ter no transporte e na logística.

Hotéis do grupo Prainha reabrem com 24 horas de intervalo em cada dormida

As unidades hoteleiras em Alvor e Lagos voltam a abrir portas na próxima sexta-feira.

Respostas rápidas: Como vai funcionar o novo Instrumento de Apoio à Solvabilidade europeu

O novo instrumento temporário proposto pela Comissão Europeia é dirigido a empresas “economicamente viáveis”, mas que enfrentam problemas de solvabilidade provocados pela crise da Covid-19. Quer desbloquear 300 mil milhões de euros para empresas situadas na União Europeia e um dos critérios de acesso é que com base nas contas de 2019 não apresentassem já necessidades de auxílios.
Comentários