Como fazer um empréstimo com garantia de imóvel?

Aquando do pedido de crédito à habitação, existem diferentes garantias que podem ser exigidas pelos bancos aos seus clientes, Variando de instituição para instituição, a concessão do empréstimo com garantia de imóvel é uma das mais comuns. Saiba tudo sobre o tema neste artigo.

Existem garantias solicitadas ao cliente pelos bancos aquando do pedido de crédito à habitação. Podem variar de instituição para instituição, mas, no entanto, quase todas elas apenas concedem empréstimo com garantia de imóvel.

Já ouviu falar deste tipo de empréstimo? Sabe como fazer um empréstimo com garantia de imóvel em Portugal? Ou como comparar diferentes ofertas? Neste artigo damos-lhe todas as respostas que necessita.

 

O que é um empréstimo com garantia de imóvel?

Um empréstimo com garantia de imóvel é um tipo de crédito hipotecário no qual o devedor coloca um imóvel como garantia de pagamento.

A instituição financeira solicita que coloque a habitação que está adquirir como garantia, ficando a mesma hipotecada ao banco até ao término do prazo do empréstimo. Esta é uma forma da instituição credora se salvaguardar, ficando-lhe reservado o direito de ficar com o bem hipotecado face a eventual incumprimento por parte do devedor. O mesmo acontece com empréstimos para a aquisição de terreno para construção ou para realização de obras em casa.

No entanto, a garantia imóvel pode ser atribuída a outro imóvel que não o correspondente ao crédito à habitação. A única condição é que este seja livre de encargos ou outras hipotecas.

Imagine que já tem uma casa na qual reside e quer adquirir uma segunda casa para férias, neste caso pode fazer a hipoteca da segunda habitação sobre a sua atual residência. No entanto, a instituição financeira terá sempre que avaliar a habitação que pretende deixar como garantia para perceber se o valor da mesma cobre total ou só parcialmente o valor do imóvel que está a adquirir.

 

Como fazer um empréstimo com garantia de imóvel em Portugal?

Para fazer um empréstimo com garantia de imóvel em Portugal a instituição financeira exige a apresentação da documentação assim prevista pela mesma e devidamente assinada, respeitando os requisitos estabelecidos.

Apesar de os documentos poderem variar de banco para banco, normalmente os solicitados são os seguintes:

 

#1 – Análise e aprovação

  • Documento de identificação (de todos os titulares): Cartão de Cidadão;
  • Última Declaração de IRS e respetiva Nota de Liquidação;
  • Declaração de vínculo contratual (emitida pela entidade patronal);
  • Recibos de vencimento dos últimos três meses ou recibos verdes dos últimos seis meses (conforme o que seja aplicável);
  • Extratos bancários dos últimos três meses;
  • Comprovativo de IBAN.

 

#2 – Avaliação da casa

 

Após submeter a proposta, o banco poderá levar até algumas semanas a analisar o pedido e efetuar uma análise de risco ao seu perfil, avaliando a sua solvabilidade, entre outros aspetos, de forma a decidir se é um se cumpre os requisitos ao nível da análise de risco para fazer um empréstimo com garantia de imóvel. Caso o pedido de crédito seja aprovado, é celebrado um contrato entre ambas as partes para formalizar o empréstimo.

 

Como escolher um crédito hipotecário?

Todas as instituições financeiras são obrigadas, por lei, a fornecer as informações inerentes ao crédito hipotecário disponíveis na FINE (Ficha de Informação Normalizada Europeia). Para efetuar as devidas comparações deve garantir que todas as propostas apresentam o mesmo prazo, montante e LTV, bem como o mesmo tipo de taxa (variável ou fixa). Só desta forma poderá depois aferir quais as propostas mais vantajosas, olhando para tal à TAEG e MTIC.

Conforme a legislação europeia, a entidade financeira é obrigada a dar ao cliente um prazo mínimo de sete dias para avaliar as condições do empréstimo com garantia imóvel em que tem interesse em contratar. Ao longo deste período de reflexão pode desistir da oferta.

Antes de decidir qual o banco no qual vai fazer um empréstimo com garantia de imóvel é importante que faça uma comparação com base nas condições que cada instituição oferece. Não se esqueça que este é um compromisso de elevado peso na sua vida e, por isso, deve ser muito bem ponderado.

Ler mais
Relacionadas

Crédito à habitação. Quais os bancos com os spreads mais baixos?

Concorrência entre os bancos encosta spread mínimo a 1%, cerca de metade do valor dominante depois da crise financeira.

Quais são as taxas de juro no crédito habitação?

Quando solicita um crédito à habitação, para além de ter de pagar o capital ao banco, são-lhe cobrados custos adicionais, traduzidos em taxas de juro. Conhece todas as taxas a que está sujeito no pagamento das suas prestações?

Como ler a FINE de um crédito habitação?

Por muito que, após encontrada a casa dos seus sonhos, seja tentador aceitar a primeira proposta de financiamento que lhe aparecer, garantir que tem as melhores condições vai fazer-lhe poupar milhares de euros durante os largos anos em que terá este encargo. A proposta do banco virá na chamada FINE. Descubra como analisar este documento.
Recomendadas

WiZink lança Unido, a primeira app em Portugal aberta a todos utilizadores

A app gratuita funciona de forma independente, está aberta e disponível para todos os utilizadores, independentemente das entidades financeiras em que sejam clientes.

Sabia que é possível resolver conflitos de consumo através da internet?

Encomendar produtos em sites com sede em qualquer ponto da Europa já não é uma compra sem rede. A plataforma RLL, um sítio interativo, gratuito, acessível em todas as línguas oficiais do espaço europeu, gerida pelo Centro Europeu do Consumidor, pode apoiá-lo em caso de conflito.

Simulador: saiba quanto custam os seguros mais importantes

O simulador surge para ajudar os cidadãos a identificar as fragilidades que possam ser geradoras de alterações na normalidade da vida, como por exemplo, danos em casa, acidentes pessoais, doenças graves, invalidez ou a preparação da reforma.
Comentários