Confiança das famílias cabo-verdianas atinge valor mais alto em quatro anos

No primeiro trimestre deste ano, registou-se uma evolução positiva em relação ao período homólogo do ano passado.

A confiança das famílias cabo-verdianas na economia do país atingiu o valor mais alto em quatro anos, segundo os dados do Inquérito de Conjuntura no Consumidor, divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde (INE).

No primeiro trimestre deste ano, registou-se uma evolução positiva em relação ao trimestre homólogo do ano passado. “Este resultado explica-se basicamente pela apreciação positiva das famílias sobre a sua situação financeira, a situação económica do país e o desemprego para os próximos 12 meses relativamente ao trimestre homólogo”, refere o organismo estatístico nesse relatório.

Na opinião dos inquiridos, os preços de bens e serviços mantiveram no mesmo nível face ao trimestre anterior e o desemprego apresenta uma tendência de queda. No entanto, sobre a poupança, a maior parte considerou que a atual situação económica do país não permite ainda poupar dinheiro.

“A maior parte (70,1%) dos inquiridos no primeiro trimestre do ano de 2019 considerou que, ainda, a atual situação económica do país não permite poupar dinheiro. No trimestre homólogo, esse percentual foi de 73,3%, o que representa uma diferença (3,2 pontos percentuais) entre os dois períodos. De realçar que 18% dos inquiridos afirmam ser possível poupar algum dinheiro com a atual situação económica do país sendo que, no trimestre homólogo era de 16,4%”, pode ler-se no documento.

Tanto a situação financeira das famílias como a situação económica de Cabo Verde deverão evoluir positivamente nos próximos 12 meses, segundo as famílias inquiridas.

A informação do INE adianta também que 72,1% dos participantes neste inquérito tem a certeza de que não tenciona comprar um carro nos próximos dois anos. Em relação à intenção de comprar ou construir uma casa nos próximos dois anos, a maioria (54,6%) não pretende fazê-lo.

O próximo boletim com dados referentes ao Inquérito de Conjuntura no Consumidor será publicado a 8 de agosto de 2019.

Ler mais
Recomendadas

Maioria parlamentar na Guiné-Bissau avisa que protesto é a “última exigência pacífica”

Os partidos da maioria parlamentar da Guiné-Bissau avisaram que a marcha hoje realizada é a última exigência pacífica para a nomeação do primeiro-ministro e formação do Governo, depois das legislativas de 10 de março.

Ministro das Finanças de Cabo Verde apela à livre circulação de pessoas na CPLP

Vice primeiro-ministro e ministro das finanças de Cabo Verde, Olavo Correia, defendeu a necessidade de reforçar a cooperação no plano cientifico, empresarial e económico na CPLP.

Primeiro-ministro de Cabo Verde anuncia que 53 mil alunos serão isentos de propinas

Ulisses Correia e Silva afirma que este investimento significa um “ganho significativo” no acesso à educação e no retorno do rendimento às famílias.
Comentários