Costa comprou casa no Largo do Rato e vendeu-a pelo dobro 10 meses depois

Antiga proprietária do edifício diz-se “chocada” com a situação e acusa António Costa de ter lucrado “à custa” do “trabalho de uma vida”.

O primeiro-ministro, António Costa, comprou um apartamento no Largo do Rato, onde fica a sede do Partido Socialista (PS), por 55 mil euros e vendeu-o meses depois por 100 mil euros, avança o jornal “Observador”. A antiga proprietária do edifício diz-se “chocada” com a situação e acusa António Costa de ter lucrado “à custa” do “trabalho de uma vida”, avança o mesmo jornal online.

Maria Rosa, a antiga proprietária do apartamento no Largo do Rato, conta ao jornal que, apesar de ter recebido propostas superiores a 55 mil euros, decidiu avançar para com o negócio com o primeiro-ministro, depois de a sua mulher, Fernanda Tadeu, ter alegado que o apartamento “era para a filha [de António Costa] ficar a morar perto do café do irmão”.

Questionado pelo jornal, António Costa indica que, antes de o apartamento ter sido vendido, foi “equipado e mobilado” e sofreu “pequenas obras de reparação”. “O imóvel da Rua do Sol ao Rato, com 40 m2 de área, foi adquirido pelo preço solicitado pela agência que o comercializava, a Remax, a mesma que no ano seguinte intermediou a sua venda equipada e mobilada, após pequenas obras de reparação. A respectiva mais valia foi declarada para efeitos da liquidação do IRS relativo a 2017”, explicou.

No entanto, especialistas em imobiliário consultados pelo “Observador” afirmam que o primeiro-ministro e a mulher fizeram um bom negócio, comprando barato e vendendo quase pelo dobro do valor. “Mesmo antes de ser reabilitada, [a casa] valia no mínimo 3.000 euros por metro quadrado”, disse um especialista ao jornal. Ou seja, o apartamento “valia, pelo menos, 120 mil euros”.

Além disso, António Costa só comunicou a compra da casa do Rato ao Tribunal Constitucional 416 dias após a compra, o equivalente a 287 dias úteis. Já a venda apenas foi comunicada 105 dias depois, que correspondem a 71 dias úteis.

Segundo informação apurada pelo jornal, entre 2016 e 2017, António Costa e a mulher fizeram quatro transações imobiliárias que envolveram três habitações. O último negócio foi a compra de um apartamento na Estrada do Desvio, freguesia de Santa Clara, em Lisboa, por 100 mil euros.

Ler mais
Recomendadas

CDS quer actualização do Plano de Contingência para controlo da Xylella fastidiosa

Os deputados do CDS-PP Patrícia Fonseca, Ilda Araújo Novo e Hélder Amaral querem saber se está já em curso alguma actualização ao Plano de Contingência para controlo da Xylella fastidiosa e seus vectores, elaborado em 2016, e se não, para quando está pensada essa actualização. E enviaram a pergunta ao ao ministro da Agricultura, Florestas […]

Angela Merkel e Boris Johnson consideram prematuro regresso da Rússia ao G7

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disseram esta quarta-feira em Berlim ser prematuro considerar o regresso da Rússia ao G7, uma ideia avançada pelo Presidente norte-americano, Donald Trump.

CDS-PP pede explicações ao Governo sobre pagamento de ‘vouchers’ para manuais escolares

O grupo parlamentar do CDS-PP pediu esta quarta-feira esclarecimentos ao Ministério da Educação pela alegada falta de pagamento dos ‘vouchers’ Mega, usados para adquirir manuais escolares, alegando que a situação “é insustentável” e demonstra “desgoverno” por parte do executivo.
Comentários