Costa e o crescimento do PIB: “Desmente preconceitos sobre políticas” do Governo

O primeiro-ministro frisou que o crescimento de 2,9% da economia do país no segundo trimestre deste ano em termos homólogos e 0,3% face ao primeiro trimestre é “encorajador” e “deve motivar” mas sem que o Governo fique “tranquilo”.

Ler mais

O crescimento da economia em Portugal no segundo trimestre “desmente alguns preconceitos relativamente à inversão de políticas iniciadas há ano e meio” , defende o primeiro-ministro, acrescentando ser “encorajador” o facto da economia do país ter crescido 2,9% no segundo trimestre deste ano em termos homólogos e 0,3% relativamente ao primeiro trimestre, de acordo com os dados lançados esta manhã pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

“São números muito encorajadores” afirmou Costa referindo a confirmação de que, “quer no emprego, quer no crescimento, quer nas exportações, quer sobretudo no investimento, [a política do Governo] está a dar muito bons resultados” e acrescentando que “tão ou mais encorajador do que termos este crescimento neste segundo trimestre é o facto de o investimento ter tido um crescimento superior a 9%, porque este investimento vai representar um aumento da produção”, sendo, assim, “um indicador avançado do crescimento futuro”, cita a Lusa.

“Significa que estamos no bom caminho e é preciso continuar a trabalhar”, salientou o chefe de Governo que no seu discurso na sessão de abertura da AgroSemana – Feira Agrícola do Norte afirmou que a “revisão em alta” do crescimento da economia portuguesa “deve motivar”, mas não pode deixar o executivo “tranquilo”, relata a agência de notícias.

“Temos que olhar para o dia de hoje, mas temos de olhar para o dia depois de amanhã e, por isso, tão importante é executarmos bem” os fundos do Portugal 2020 “como preparar já o pós 2020”, porque “há mais vida para além do 2020”, continuou Costa.

O primeiro-ministro solicitou que se inicie o trabalho nos projetos de investimento futuros, de forma a que não se percam anos na transição de um quadro comunitário para outro. “Não podemos estar sempre à espera que os regulamentos sejam aprovados em Bruxelas para fazer a seguir. Temos que chegar a Bruxelas com a ideia do que queremos para o futuro”, rematou.

De acordo com as contas nacionais trimestrais face ao segundo trimestre de 2017, o INE reviu em alta o cálculo do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da economia de Portugal relativamente à estimativa rápida por si divulgada a 14 de agosto, altura em que tinha estimado um crescimento de 2,8% no segundo trimestre em termos homólogos, e de 0,2% em relação aos primeiros três meses deste ano.

Este crescimento, conclui a Lusa, deve-se especialmente ao aumento da procura interna, cujo contributo para o crescimento do PIB se situou nos 2,8 pontos percentuais.

Relacionadas

“Boa notícia” mas “é preciso mais”: Marcelo reage a dados da economia

Presidente da República considerou que o crescimento económico de 2,9% no segundo trimestre é “uma boa notícia” e que Portugal vai “no caminho correto”, mas salientou que “é preciso mais”, apontando a meta dos 3%.

PIB cresceu 2,9% no segundo trimestre

O Instituto Nacional de Estatística divulgou esta quinta-feira os dados do PIB referentes ao período entre abril e junho. Apesar de o valor se encontrar 0,1% acima da estimativa divulgada há duas semanas, o desempenho da economia acabou por ficar ainda no limite inferior das projeções dos analistas contactos pelo Jornal Económico, no início do mês.
Recomendadas

Hong Kong inaugura nova linha ferroviária de alta velocidade para o interior da China

Hong Kong inaugurou este sábado uma nova linha ferroviária de alta velocidade para o interior da China, que irá reduzir consideravelmente o tempo de viagem entre os dois territórios, sendo que parte da estação fica sob jurisdição chinesa.

Taxistas reagem com irritação a reunião com o PSD

O presidente da Federação Portuguesa do Táxi (FPT), Carlos Ramos, afirmou aos presentes na Praça dos Restauradores, em Lisboa, que “foi irritante” a forma como foram recebidos pelo PSD na Assembleia da República.

Armador PCI implementa nova rota comercial em Cabo Verde

A PCI operará um navio com capacidade de transporte de 887 Teus nominais, com uma frequência de 14 dias, realizando ligações entre Algeciras e Tanger Med com destino a Cabo Verde, em 4 dias.
Comentários