Costa estima aumento de 40% do investimento público em 2018

António Costa avançou com este indicador sobre o investimento público na cerimónia de lançamento do concurso aberto pelo Metropolitano de Lisboa para a renovação do sistema de sinalização e para a aquisição de 14 novas unidades triplas de material circulante – investimento avaliado em 127 milhões de euros.

O primeiro-ministro afirmou hoje que Portugal caminha para registar um aumento do investimento público na ordem dos 40% em 2018, indicador que considerou ser resultado de uma política de consolidação orçamental “saudável” iniciada em 2016.

António Costa avançou com este indicador sobre o investimento público na cerimónia de lançamento do concurso aberto pelo Metropolitano de Lisboa para a renovação do sistema de sinalização e para a aquisição de 14 novas unidades triplas de material circulante – investimento avaliado em 127 milhões de euros.

Depois de defender a tese de que o metro de Lisboa e a Carris “estão agora melhor”, o primeiro-ministro atribuiu essa mudança a uma inversão da política macroeconómica seguida pelo seu executivo.

António Costa sustentou que foi seguida uma consolidação orçamental “saudável e sustentada”, tendo por base fatores como a confiança, o crescimento económico e o aumento da criação de emprego, o que permitiu a Portugal “poupar 1400 milhões de euros no serviço da dívida que tinha para pagar”.

“A saída do Procedimento por Défice Excessivo [na União Europeia], a reclassificação da dívida portuguesa pelas agências de notação e a redução dos juros pagos pela dívida pública criaram uma margem que permite a Portugal aumentar o investimento público. No ano passado, o investimento público aumentou 25% e este ano caminhamos para que possa aumentar 40%”, referiu o líder do executivo, num discurso que se seguiu aos do ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e do presidente do Conselho de Administração do Metropolitano de Lisboa, Vítor Domingos dos Santos.

Recomendadas

Conselho Disciplinar da Ordem aprecia na terça-feira cinco processos contra médico de Setúbal

O presidente do Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos, Carlos Pereira Alves, revelou este sábado que o órgão a que preside vai apreciar, na terça-feira, dia 22 de outubro, os cinco processos pendentes de queixas sobre o médico de Setúbal Artur Carvalho.

PremiumPortugal é considerado o berço internacional da inovação têxtil e do calçado

A aposta na internacionalização e no aumento das exportações só foi possível depois de mudança de paradigma: a indústria já não compete pelo preço, mas pelo que de surpreendente lança no mercado.

PremiumMetade da zona euro reduz défice no próximo ano

Alemanha e Holanda têm as melhores posições para aumentar despesa e estimular a economia europeia, mas vão ter excedentes orçamentais.
Comentários