COTEC Portugal lamenta morte de João Vasconcelos, “o autor do futuro”

“Na memória da sua curta vida, João Vasconcelos é um autor do futuro, com contribuição inigualável para o progresso da inovação empresarial, o empreendedorismo e as políticas públicas”, diz a COTEC, liderada por Jorge Portugal.

“Foi com consternação e sentido pesar que a COTEC Portugal – Associação Empresarial para a Inovação tomou conhecimento” da morte de João Vasconcelos, membro do Conselho Consultivo desta Associação.

“Na memória da sua curta vida, João Vasconcelos é um autor do futuro, com contribuição inigualável para o progresso da inovação empresarial, o empreendedorismo e as políticas públicas”, diz a COTEC.

“A sua profunda dimensão humana, optimismo, generosidade e empatia são exemplo para todos”, acrescenta a associação.

A Direcção da COTEC, liderada por Jorge Portugal, “apresenta à Família profundas condolências”.

A COTEC é a principal associação empresarial portuguesa para a promoção da inovação e cooperação tecnológica empresarial, representando a voz de um grupo de 343 Empresas, em vários sectores da atividade, as quais representam em termos agregados 16% do PIB em valor acrescentado bruto e 8% do emprego privado.

A associação foi constituída em 2003, e teve desde o primeiro momento o apoio do Presidente da República em exercício, o qual assume presentemente o estatuto de Presidente Honorário.

A COTEC foi distinguida com o estatuto de instituição de utilidade pública.

Ler mais
Recomendadas

Sindicatos chegam a acordo com Transtejo e Soflusa e equacionam levantar greve

Os sindicatos dos trabalhadores da Transtejo e Soflusa aceitaram esta segunda-feira um aumento de 28 euros para todas as categorias.

Reformados do BCP exigem aumentos das pensões

A moção com esta exigência foi aprovada em reunião em 18 de julho, referindo essa moção que estes reformados que, ao contrário dos outros pensionistas bancários, não vêem as pensões atualizadas desde 2010.

EuroBic também anuncia Verão sem gravata

Mais um banco a aderir à moda de deixar de obrigar ao uso da gravata. Desta vez é o EuroBic, depois do Montepio e do BCP. Lá fora a moda parece ter vindo para ficar.
Comentários