Covid-19: Brasil ultrapassa as 135 mil mortes e aproxima-se dos 4,5 milhões de casos

O Brasil registou 858 óbitos e 39.797 infetados nas últimas 24 horas, estando as autoridades de Saúde ainda a investigar se 2.352 mortes ocorridas no país estão relacionadas com o novo coronavírus.

Rio De Janeiro, Brasil: 2.8 dólares

O Brasil ultrapassou as 135 mil mortes, causadas pelo covid-19 (135.793), e aproxima-se dos 4,5 milhões de casos de infeção (4.495.183), informou o Ministério da Saúde

Desse total, 858 óbitos e 39.797 infetados foram contabilizados nas últimas 24 horas, estando as autoridades de Saúde ainda a investigar se 2.352 mortes ocorridas no país estão relacionadas com o novo coronavírus.

Segundo o boletim divulgado pelo executivo brasileiro, 325 das 858 mortes ocorreram nos últimos três dias, mas só foram incluídas nos dados de hoje (sexta-feira), após confirmação da causa de óbito.

Geograficamente, os estados brasileiros com maior número de pessoas diagnosticadas com a doença são São Paulo (924.532), Bahia (292.019), Minas Gerais (265.185) e Rio de Janeiro (249.798).

Já em relação aos óbitos, São Paulo (33.678), Rio de Janeiro (17.575), Ceará (8.790) e Pernambuco (7.971) lideram a lista de unidades federativas mais afetadas.

No Brasil, país lusófono mais afetado pela pandemia e uma das nações com maior número de mortos e infetados, 3.789.139 pacientes já recuperam da covid-19 e 570.251 infetados estão sob acompanhamento médico.

Durante uma conferência de imprensa na tarde de hoje (sexta-feira), o Ministério da Saúde divulgou um guia com sugestão de normas a serem adotadas no regresso das atividades presenciais nas escolas do país.

No documento, de 16 páginas, são dadas orientações para que as escolas meçam a temperatura de alunos e profissionais sempre que cheguem às instituições de ensino, assim como para o uso de máscaras.

O manual prevê ainda que as escolas organizem as salas de aula de forma a que os alunos fiquem a uma distância mínima de um metro entre si, distância essa que também deverá ser mantida no restante recinto escolar.

Em alguns estados brasileiro, como São Paulo, sindicatos de docentes manifestaram-se contra o reinício das aulas presenciais sob o argumento de que não haveria segurança sanitária para tal, e que isso poderia colocar alunos e professores em risco.

De acordo com o Ministério da Saúde, o guia não é de caráter obrigatório, cabendo a estados e municípios a decisão de reabrirem as escolas.

O executivo anunciou ainda que entregou 454 milhões de reais (cerca de 71 milhões de euros, no câmbio atual) para auxiliar as gestões locais nos esforços para o regresso às aulas, como a compra de equipamentos e produtos como álcool em gel.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 946.727 mortos e mais de 30,2 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Ler mais
Recomendadas

Líderes europeus querem evitar a todo o custo novo encerramento de fronteiras, sublinha António Costa

No final do Conselho de Ministros extraordinário desta quinta-feira, António Costa explicou os compromissos e estratégias acertadas entre os líderes dos 27 estados-membros do bloco europeu, sublinhando que a responsabilidade de conter a pandemia e evitar o colapso dos sistemas de saúde é, agora, de cada um “individualmente”.

França vai gastar 15 mil milhões de euros com medidas de contenção para conter novo coronavírus

“Vamos reforçar todos os dispositivos de ajuda”, afirmou o governante, especificando que seis mil milhões respeitam a fundos de solidariedade, sete mil milhões para desemprego parcial (o designado ‘lay-off’), mais de mil milhões para exonerações de contribuições sociais e outro tanto para assumir custos de empresas com alugueres.

“Não desistimos de nenhuma batalha antes de acabar”. PCP apresenta propostas de alteração ao OE 2021

Entre as medidas apresentadas, no campo da justiça fiscal, João Oliveira anunciou que os comunistas pretendem a “atualização dos escalões IRS, o aumento de mais um escalão neste imposto aumentando a progressividade do mesmo, bem como o aumento dos chamados valores do mínimo de existência e dedução especifica, permitindo cumprir o objetivo de redução da tributação dos rendimentos mais baixos, intermédios”.
Comentários