Covid-19. Enfermeira espanhola multada por levar alimentos aos pais de 85 e 89 anos

“A Polícia Nacional parou-nos no posto de controlo e expliquei-lhes com gentileza que íamos a casa dos meus pais levar-lhes alimentos. Mostrei o documento de livre circulação e até lhe disse que podia ver o porta-bagagens cheio”, sustentou a enfermeira ao ‘El Mundo’.

A enfermeira espanhola María José foi multada por circular de carro na via pública, com a sua filha, quando se dirigia a casa dos progenitores de 85 e 89 anos e dos irmãos, um deles incapacitado, para entregar alimentos, revela o jornal espanhol ‘El Mundo’.

A enfermeira e a filha foram mandadas parar num posto de controlo da polícia no passada sábado. No porta-bagagens, mãe e filha levavam produtos alimentares no valor de 200 euros, de acordo com o jornal espanhol. Segundo as declarações de María José, ela está a fazer turnos duplos no hospital a norte de Madrid e foi comprar alimentos aos pais, que moram num segundo andar de um prémio sem elevador.

“A Polícia Nacional parou-nos no posto de controlo e expliquei-lhes com gentileza que íamos a casa dos meus pais levar-lhes alimentos. Mostrei o documento de livre circulação e até lhe disse que podia ver o porta-bagagens cheio”, sustentou a enfermeira ao ‘El Mundo’. “Como sabia que podíamos ser mandadas parar, pedi a identificação dos meus pais e mostrei aos agentes, mas foi inútil”, acrescentou.

Segundo a enfermeira, o agente afirmou que as ia multar porque iam as duas à frente e não tinham máscara. Embora tenham comprovado que moravam juntas e onde iam, o polícia decidiu multá-las. Na multa, o agente da polícia escreveu que “a circulação de duas pessoas num veículo para realizar compras sem justa causa, violando as regras do Estado de Alarme”.

O autarca de Madrid já tinha revelado que a Polícia Municipal de Madrid ia multar os cidadãos que não tivessem justificações dos locais de trabalho que comprovassem a deslocação.

Ler mais
Relacionadas

As duas enfermeiras na linha da frente contra o coronavírus que comovem Itália

As histórias de duas enfermeiras no combate ao coronavírus estão a comover os italianos neste momento de crise.

“Paramos, respiramos, tomamos balanço e avançamos”. Imagem de profissionais de saúde no Curry Cabral torna-se viral

“Continuemos, juntos, sem medos, “I’ve got your back” – não tem tradução literal, mas diz tudo. Hoje, amanhã e para sempre”, escreve o profissional de saúde que trabalha no Hospital Curry Cabral, a unidade de referência para esta pandemia.
Recomendadas

Empresa portuguesa desenvolve equipamento para criar quartos de pressão negativa

Tecnologia permite transformar quartos convencionais em quartos de pressão negativa para tratar doentes infectocontagiosos, bem como fazer a purificação do ar eliminando assim os vírus e bactérias e prevenindo a contaminação.

Santander Totta vai passar a pagar aos fornecedores a pronto pagamento

“Esta medida reforça o conjunto de outras que o Santander tem vindo a implementar para apoiar a economia e minimizar os impactos negativos provocados pela Covid-19, com especial foco na tesouraria e liquidez dos seus clientes”, referiu o Santander Totta.

Itália regista 760 óbitos nas últimas 24 horas e um aumento ligeiro no número de casos confirmados

As autoridades de saúde italianas reportaram no relatório desta quinta-feira mais 760 mortes nas últimas 24 horas, mais 33 vítimas mortais do que ontem.
Comentários