“Crise económica já cá está”. Novo primeiro-ministro francês define prioridades

Jean Castex avisou ainda que, devido à Covid-19, uma crise económica já se está a fazer sentir. “A crise económica já está cá”, disse Castex na tomada de posse.

O novo primeiro-ministro francês, Jean Castex, deixou o aviso de que a pandemia do novo coronavírus ainda não terminou, refere à ‘Reuters’ esta sexta-feira, 3 de julho, no mesmo dia em que o primeiro-ministro demissionário, Édouard Philippe, abandonou o cargo e Castex tomou posse.

Jean Castex avisou ainda que, devido à Covid-19, a crise económica já se está a fazer sentir. “A crise económica já está cá”, disse Castex na tomada de posse.

“Por essa razão, as prioridades vão ter de evoluir, formas de trabalhar terão de ser adaptadas. Teremos que unir a nação para combater esta crise que se está a instalar”, afirmou o novo primeiro-ministro francês.

A nomeação de Castex para tomar o lugar de Philippe chega para lançar uma nova fase da presidência de Emmanuel Macron. O primeiro-ministro admitiu ainda que vai continuar com as reformas estruturais iniciadas por Édouard Philippe, desde 2017 quando se tornou primeiro-ministro de França.

Relacionadas

Jean Castex: o ‘senhor desconfinamento’ que já apoiou um rival de Macron

O novo primeiro-ministro francês é um antigo colaborador do presidente Nicolas Sarkosy e apoiante de François Fillon, que correu em 2017 contra Macron. A escolha parece não ter deixado o país seguro da sua pertinência.

França terá novo primeiro-ministro “nas próximas horas”

O primeiro-ministro francês, Édouard-Philippe, apresentou esta manhã a demissão do seu Governo acelerando o calendário da remodelação do executivo francês, que já estava em curso informalmente, e a escolha do seu sucessor deve ser conhecida “nas próximas horas”.

Primeiro-ministro francês apresenta demissão

Emmanuel Macron aceitou a renúncia de Édouard Philippe, que irá assegurar “o tratamento dos assuntos correntes até a nomeação do novo governo”, de acordo com a Presidência.
Recomendadas

Unicef estima que cerca de 100 mil crianças foram afectadas pela explosão em Beirute

A Unicef estimou este domingo que cerca de 100 mil crianças foram afetadas pelas explosões em Beirute de terça-feira, apesar de os números ainda serem “confusos”, e alertou para a urgência em ajudar a atenuar as necessidades mais imediatas das vítimas.

Secretário da Saúde dos EUA em Taiwan numa visita reprovada por Pequim

O secretário da Saúde norte-americano, Alex Azar, chegou hoje a Taipei, em Taiwan, onde ficará até quarta-feira, uma visita que tem agravado as tensões entre os Estados Unidos e a China.

Reino Unido regista oito mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

O Reino Unido registou oito mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, em comparação com 55 do período anterior, elevando para um total de 46.574 as mortes devido à doença desde o início da pandemia, anunciou hoje o governo britânico.
Comentários