Crise no PSD: Rio acusa Montenegro de “fazer o jogo” do PS e de Costa

“Não há memória de na historia da democracia portuguesa, um dirigente ter lançado tamanha confusão e instabilidade no seu partido a tão pouco tempo das eleições. É difícil imaginar melhor serviço ao PS e ao Governo”, acusou o presidente do PSD, referindo-se a Luís Montenegro.

Mário Cruz/Lusa

O presidente do PSD veio a público acusar Luís Montenegro de estar a favorecer o Governo PS, ao tentar convocar eleições internas num ano em que vão ter lugar as eleições e as legislativas.

Rui Rio também anunciou a convocatória de um conselho nacional extraordinário para apreciar e votar uma moção de confiança à sua liderança.

“Não há memória de na historia da democracia portuguesa um dirigente partidário ter lançado tamanha confusão e instabilidade no seu partido a tão pouco tempo das eleições. É difícil imaginar melhor serviço ao PS e ao Governo”, acusou Rui Rio este sábado num discurso no Porto transmitido pela SIC Notícias.

“Lançar o PSD numa nova disputa interna a beira de eleições é fazer o jogo do PS e prestar um serviço de primeiríssima qualidade a António Costa”, disse Rui Rio.

Recorde-se que na sexta-feira, o antigo líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, exigiu que Rui Rio convocasse imediatamente eleições diretas no PSD, e anunciou a sua candidatura à liderança dos sociais-democratas.

Relacionadas

Rui Rio já convocou reunião extraordinária do Conselho Nacional do PSD

Pouco mais de 24 horas passadas sobre a avançada de Luís Montenegro, Rui Rio ripostou de forma dura e quer tudo clarificado no PSD.
Recomendadas

Fisco restitui coimas do ViaCTT

No regime anterior, um contribuinte que fosse obrigado a aderir à ViaCTT e não o fizesse atempadamente estaria sujeito ao pagamento de uma coima que poderia ir dos 50 aos 250 euros.

CDS marca debate de atualidade sobre gestão da CGD: “Governo tem papel pouco ativo no apuramento dos factos”

Em declarações ao Jornal Económico, o porta-voz do CDS, João de Almeida, defende que “há aqui também uma responsabilidade do Banco de Portugal, já que há um conjunto de funções enquanto supervisor que continuou a estar fora de detetar e a tempo útil”.

PCP avança com lei de programação de investimento para os estabelecimentos do SNS

“Fruto do subfinanciamento crónico do SNS, muitos hospitais e centros de saúde estão confrontados há vários anos com a necessidade de fazer investimentos”, alertam os deputados comunistas, propondo uma lei de programação plurianual de investimento.
Comentários