Da Católica-Lisbon para a IESE

Nuno Fernandes, ex-dean da escola de negócios, abraçou novo desafio na líder mundial em programas de executivos.

Nuno Gracias Fernandes, dean cessante da Católica-Lisbon, tem feito o seu percurso nas melhores escolas de negócios mundiais.

O professor catedrático de Finanças, que se licenciou na Universidade Católica e regressou a casa em 2017 para liderar a mais prestigiada business school portuguesa na área da formação de executivos, passou antes pela ultra reputada suíça IMD, onde dirigiu o Strategic Finance, e outros programas para empresas de referência internacional.

Agora, decidiu elevar novamente a fasquia e empreender mais um regresso. Desta feita ao IESE, a business school espanhola onde se doutorou em Finanças e que é líder mundial dos programas de formação de executivos em 2019, cujo programa de MBA o “Economist” classifica como número um na Europa.

“Estarei baseado em Madrid, mas com fortes ligações regulares aos outros campus do IESE, em Nova Iorque, Barcelona, Munique ou São Paulo. Um verdadeiro desafio, e privilégio, estar numa das principais escolas mundiais”, salientou ao Educação Internacional.

Na IESE, Nuno Fernandes estará envolvido na atividade internacional, tanto na área de formação de executivos, como de programas com grau. “Com o portefólio diversificado de atividades do IESE, que acaba de lançar um Master in Management, além dos seus reputados EMBA, MBA e formação de executivos, e ainda os meus trabalhos de investigação, confesso que tenho uma agenda preenchida!”

Apesar disso, tem também alguns fringe benefits, como por exemplo, o prazer de ver, numa destas semanas, o Ronaldo jogar contra o João Felix em Madrid.

Ler mais
Recomendadas

Bruxelas junta 17 universidades europeias em projeto pioneiro

A Universidade de Aveiro integra este projeto da Comissão Europeia que vai abordar desafios da sociedade contemporânea.

Antigo Provedor de Justiça dirige Faculdade de Direito da Universidade Lusófona

José de Faria Costa, professor catedrático de Direito, tem uma vida partilhada entre a academia e o exercício de funções de topo em organismos de grande relevo.

Ordem procura engenheiro jovem e inovador

Candidaturas à edição de 2019 do Prémio Inovação da Ordem dos Engenheiros decorrem até 27 de dezembro.
Comentários