De autocaravana pela Europa. Portugueses cada vez mais adeptos mas alemães lideram mercado

O aluguer de autocaravanas aumentou 23% em Portugal e 56% na Europa. A procura por este automóvel continua a crescer entre os portugueses, mas os alemães representam 26% do volume de negócio da Indie Campers.

Em pleno verão, o aluguer de autocaravanas é cada vez mais comum entre os portugueses, tendo sido registado um aumento de 23% em comparação com o ano passado, em Portugal.

Os portugueses são a segunda nacionalidade que mais alugou estes veículos, representando 17% das vendas. De seguida, estão os turistas de nacionalidade francesa, espanhola, italiana e suíça. Os alemães aparecem no topo da lista a representar 26% do volume de negócio.

No continente europeu seguiu-se a mesma tendência. No total, em comparação com os dados do ano passado, registou-se um aumento de 56% de reservas.

Os dados são da Indie Campers, uma empresa portuguesa de aluguer de autocaravanas fundada em 2013, e foram recolhidos entre junho, julho e agosto, o período do ano com maior quantidade de reservas de autocaravanas. Segundo os dados da empresa, as reservas de portugueses na Indie Campers aumentaram 67% face ao mesmo período do ano anterior.

Como destino, Lisboa é a cidade preferencial para prosseguir viagem. Porém, Porto e Faro registaram um aumento de 43% em relação ao ano passado, uma diferença assinalável que evidencia uma maior diversidade do mercado turístico de autocaravana em Portugal.

Paris, Veneza e Reykjavik são as novas tendências do verão, sendo as cidades que surpreendem nos dados de 2019. Apesar destas tendências, o destino primordial dos portugueses que viajam de autocaravana continua a ser Portugal, que representa 77% do total de países para onde viajam. Itália, Espanha e França são os outros destinos mais requisitados pelos portugueses.

Ler mais
Recomendadas

Procure soluções de mobilidade amigas do ambiente, recomenda Deco

Deixar o automóvel particular em casa e optar por uma rede de transportes amigos do ambiente tem de ser uma prioridade para os consumidores. A DECO procura contribuir para um maior acesso de todos os cidadãos a uma funcional e adequada rede de transportes públicos e transportes alternativos.

Crédito habitação: Juros voltam a cair oito meses depois

Este valor representa uma ligeira descida de 1,0 pontos percentuais face ao registado no mês de junho. (1,087%). Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro passou dos 1,305% para os 1,306%.

IUC de carros importados vai ser mais barato mas só em 2020

A nova redação da norma do Código do IUC que determina a base de incidência do imposto deixa, assim, de fazer diferença entre os carros matriculados em Portugal ou noutro Estado-membro, seguindo a decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia.
Comentários