Deco: Cafés e restaurantes podem proibir clientes de ler ou estudar

Apesar da lei permitir a proibição de leitura ou o estudo no espaço do estabelecimento, há situações que são questionáveis e, sem dúvida alguma, há uma invasão dos direitos do consumidor. Portanto, se alguma vez sentir que estão a privar a sua liberdade individual reclame!

Segundo a lei do acesso e exercício de atividades económicas, serviços e restauração, a privação aos clientes de ler e ou estudar nos estabelecimentos é legal, desde que essa informação esteja devidamente publicitada e visível aos clientes.

Enquanto consumidores esta situação pode ser constrangedora, pois ao estar a pagar para consumir no local, o cliente poderá utilizar o seu tempo da forma que entender. Portanto, é preciso apelar ao bom senso de ambas as partes, dos comerciantes e dos clientes.

Imagine que o proprietário do estabelecimento proíbe os clientes de atender chamadas telefónicas para diminuir o tempo de permanência dos mesmos, ou até mesmo proibir que as pessoas, no estabelecimento, comuniquem entre si. Esta situação seria abusiva, interferindo claramente com a liberdade individual do consumidor.

Apesar da lei permitir a proibição de leitura ou o estudo no espaço do estabelecimento, há situações que são questionáveis e, sem dúvida alguma, há uma invasão dos direitos do consumidor. Portanto, se alguma vez sentir que estão a privar a sua liberdade individual reclame!

Pode utilizar o próprio livro de reclamações do estabelecimento ou contactar os serviços da DECO para fazê-lo. Informe sobre os seus direitos.

Procure-nos em: DECO MADEIRA está à sua espera na Loja do Munícipe do Caniço, Edifício Jardins do Caniço loja 25, Rua Doutor Francisco Peres; 9125 – 014 Caniço; deco.madeira@deco.pt

Ler mais
Recomendadas

O que devem todos os cidadãos saber antes de decidir emigrar?

A DECO tem conhecimento de consumidores que arriscaram partir, em busca de soluções melhores para a sua vida, e encontraram armadilhas e um mundo de preocupações. As ofertas de trabalho no estrangeiro são comuns e parecem ser sempre aliciantes.

“Nem tudo são rosas”. Qual o impacto negativo de uma quebra nas taxas de juro?

Os bancos têm várias formas de captar o seu rendimento e se não conseguem fazê-lo ao nível dos créditos, vão aumentar comissões. “Nem tudo são rosas”, alerta João Morais Barbosa, administrador do Grupo Reorganiza.

Época de vacinação contra gripe começa hoje

Há dois milhões de vacinas disponíveis, 1,4 milhões para serem dadas gratuitamente a grupos de risco no SNS e cerca de 600 mil para venda em farmácias.
Comentários