Deputada Cristina Rodrigues considera que OE2021 responde “na medida do possível” à crise da Covid-19

A ex-deputada do PAN defende que há ainda questões que podem ser melhoradas na proposta orçamental, mas destaca já alguns avanços do Executivo socialista, sobretudo no que toca à proteção dos animais.

Cristina Rodrigues

A deputada não-inscrita Cristina Rodrigues vai abster-se na votação do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) por considerar que a proposta do Governo responde “na medida do possível” à crise provocada pela Covid-19. Cristina Rodrigues defende que há ainda questões que podem ser melhoradas na proposta orçamental, mas destaca já alguns avanços do Executivo socialista no que toca à proteção dos animais.

“Tendo em conta a situação de excecionalidade provocada pela Covid-19, este Orçamento tenta responder na medida do possível às necessidades que foram criadas pela pandemia. Considero que efetivamente há coisas a melhorara, mas para já, neste ponto em que nos encontramos, considero que o OE2021 deve ser viabilizado”, referiu Cristina Rodrigues, em declarações à RTP3, para justificar a abstenção na generalidade.

A deputada não inscrita espera, no entanto, vir a incluir algumas das propostas que já fez chegar ao Governo na discussão do OE2021 na especialidade, como a criação de um grupo de trabalho para estudar a possível implementação de um projeto de rendimento básico incondicional em Portugal.

A ex-deputada do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), partido pelo qual foi eleita há um ano, adiantou ainda que vai insistir na abertura de “casas de parto” em Portugal e noutras questões, como a criação da figura do psicólogo no trabalho e a criação de mais apoios para a cultura.

Cristina Rodrigues afirmou ainda que, na proposta orçamental, “há um esforço da parte do Governo em prever já algum valor para os centros de recolha oficial” de animais e espera que essa abertura se mantenha na especialidade. A deputada diz que, neste momento, aguarda resposta do Governo às propostas que apresentou.

Relacionadas
joacine_katar_moreira_livre

OE2021 com viabilização garantida? Abstenção das deputadas não-inscritas resolve impasse

As duas abstenções das deputadas não-inscritas, Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues, dão ao Governo o resultado necessário para aprovar, matematicamente, o Orçamento do Estado na generalidade, com 108 a favor, 103 contra e 19 abstenções. OE2021 seguirá para debate na especialidade.
Cristina Rodrigues

OE2021: Deputada não inscrita Cristina Rodrigues abstém-se e garante viabilização na generalidade

O debate do Orçamento do Estado para 2021 está agendado para terça-feira e quarta-feira no parlamento, sendo votado, na generalidade, no último dia.

OE2021: Rio diz que nem com alterações na especialidade orçamento fica em condições

Assim, de acordo com Rio, o PSD vai votar contra na generalidade “na convicção de que, por mais alterações que se possam fazer na especialidade”, o documento “não vai ficar em condições de fazer aquilo” que os sociais-democratas consideram que “deve ser feito”.
Recomendadas

Kai-Fu Lee prevê que empregos em cadeias de fast-food e telemarketing serão substituídos por IA

O ex-presidente da Google China, considerado um dos maiores especialistas em IA no mundo, esteve na Web Summit, onde fez referência à “relutância” da Europa em abdicar da privacidade mesmo que seja por “algo muito importante, como a saúde e a segurança”.

DGS confirma três casos positivos de Covid-19 na sede

A DGS “informa que foram confirmados três casos positivos de covid-19 na sua sede, até ao momento, ficando dez trabalhadores em isolamento profilático”, dá conta uma nota divulgada durante a noite de hoje às redações.

Marta Temido avisa que processo de vacinação vai ser longo e admite maior escassez da vacina no primeiro trimestre

“Temos uma expectativa elevada em relação a este processo mas temos que ter a perceção que este processo de vacinação vai ser longo. Durante vários meses do ano que vem não nos podemos afastar das regras que têm estado em vigor até agora”, alertou a ministra da Saúde.
Comentários