Derrocada de grandes dimensões na promenade da Praia Formosa na Madeira

Até ao momento ainda não foi possível apurar se existem vítimas.

Uma derrocada de grandes dimensões ocorreu este domingo, 26 de setembro, na promenade da Praia Formosa, na Madeira.

Foram transportados para o Hospital Dr. Nélio  Mendonça, no Funchal, um homem e uma criança de sexo feminino de cinco anos, que eram tio e sobrinha.

O comandante dos Bombeiros Sapadores do Funchal refere que estas foram as únicas vítimas. O adulto tinha algumas escoriações, mas o Hospital já comunicou que a criança não tem qualquer lesão traumática.

A derrocada aconteceu junto ao Hotel Orca Praia e o alerta foi dado pelas 19h05.

O comandante dos Bombeiros Sapadores do Funchal referiu que foram feitas duas buscas com o cão de busca e salvamento, “que não assinalou absolutamente nada”. O cão da PSP está também a fazer mais uma busca “só para descargo de consciência”.

No entanto, o comandante diz que se eventualmente estiver alguém debaixo dos blocos, “infelizmente não haverá nada a fazer”.

Só a partir de amanhã é que vão começar a remoção dos blocos.

No local estiveram seis ambulâncias do INEM, um carro de desencarceramento pesado, um carro de comando, um binómio cinotécnico, 13 elementos dos Bombeiros Sapadores do Funchal, a Cruz Vermelha Portuguesa, Polícia Marítima e PSP.

Esta derrocada foi provocada por um grande bloco de rocha basáltica e algum areão que se desprendeu da encosta sobranceira ao Hotel  Orca Praia. Atingiu a Promenade, parte das instalações técnicas do hotel, a zona da praia e a zona de rebentação.

[Atualizado às 21h10]

Recomendadas

Miguel Albuquerque: A Madeira teve “o melhor mês de agosto de sempre” no turismo

Albuquerque apontou que se registaram subidas no “preço do Revpar (ganhos por quarto de hotel) relativamente a 2019”, mencionando que neste indicador há acréscimos na ordem dos 20 a 23%

Covid-19: Secretário Regional da Saúde diz que doentes internados no Funchal não estão vacinados

A Região Autónoma da Madeira, com cerca de 251 mil habitantes, regista 67 casos ativos de Covid-19, num total 11.876 confirmados desde início da pandemia, e 76 mortos associados à doença.

Saiba o que tem de fazer antes de assinar um contrato de arrendamento

Procure de forma intensiva todas as opções do mercado, visto que uma análise com mais ponderação e paciência pode fazer toda a diferença.
Comentários