Descubra como aumentar a eficiência energética da sua casa

Descubra algumas melhorias que pode implementar para aumentar a eficiência energética da sua casa e poupar centenas de euros por ano.

As maiores poupanças que se podem fazer começam dentro de casa. E uma casa poupada é, sem dúvida, uma habitação na qual existe eficiência energética. Seja procedendo a algumas obras ou mesmo com pequenas mudanças, é possível eliminar fugas de calor e evitar gastos extra no orçamento familiar para aquecer e/ou arrefecer as divisões. Além disso, as energias renováveis são já muito expressivas em Portugal. Fique a saber, neste artigo da autoria do ComparaJá.pt, como aumentar a eficiência energética da sua casa.

Em que consiste a eficiência energética?

A eficiência energética consiste em utilizar racionalmente a energia por forma a gerar o menor gasto possível. Neste sentido, as energias renováveis são as mais eficientes, tanto ao nível do aquecimento das águas como de climatização. A instalação de painéis solares em casa pode fazer alcançar uma redução de 60% no consumo de energia para aquecimento de águas sanitárias.

Porém, o investimento inicial em painéis solares é avultado, obrigando os consumidores com maiores preocupações ambientais a desembolsarem, de uma só vez, uma grande quantidade de dinheiro para poderem ter este tipo de instalação em casa. Contudo, este tipo de investimento pode ser faseado em prestações mensais se financiar o investimento com um empréstimo especializado para energias renováveis.

Ainda assim, para auxiliar os proprietários a aumentarem a eficiência energética das suas habitações, a 13 de abril de 2018 o Governo lançou o programa Casa Eficiente 2020, que visa conceder empréstimos para o efeito.

Que obras são necessárias para melhorar a eficiência energética?

Para além da instalação de painéis solares já referida como solução, existem outras melhorias que podem ser levadas a cabo numa habitação para que a mesma se torne mais eficiente energeticamente.

Isolamento térmico

Desde logo, a aplicação de isolamento térmico nas paredes, pavimentos e cobertura é essencial para aumentar a eficiência energética de uma habitação, dado que minimiza a fuga de calor do interior para o exterior. O isolamento é feito com materiais termicamente muito resistentes, o que faz com que haja menor perda de energia do interior para o exterior no inverno e sobreaquecimento no verão.

Quanto melhor for o isolamento de uma casa, mais será possível evitar o investimento em aquecimento central e/ou ar condicionado para aquecer e/ou arrefecer as divisões, o que se traduz numa grande redução de consumos e, consequentemente, em poupanças acrescidas.

Atualmente, os tipos de isolamento térmico que existem são os seguintes: lã de vidro, lã de rocha, espuma de poliuretano, poliestireno expandido, poliestireno extrudido e aglomerado de cortiça.

Substituição de janelas

E se o isolamento nas paredes, cobertura e pavimento é essencial, também é necessário pensar num dos fatores que mais pode contribuir para a perda de calor: as janelas. Estas devem ter caixilharia em PVC para que se mantenha o ambiente isolado e se evitem perdas de calor que levam a gastos acrescidos no aquecimento.

Além disso, o ideal é ter vidros duplos, porque, para além de atenuarem o ruído exterior, permitem controlar a temperatura dentro de casa.

Eletrodomésticos com baixo consumo

Normalmente, quanto mais antigo for um eletrodoméstico, mais elevado será o seu consumo energético. Para gastar o mínimo possível em energia, o ideal é recorrer a eletrodomésticos com classificação energética “A” (hoje em dia, todos os eletrodomésticos possuem esta certificação).

Lâmpadas fluorescentes

Substituir lâmpadas incandescentes por fluorescentes é também fundamental – para além de durarem muito mais, gastam menos eletricidade. Mesmo que não substitua todas as lâmpadas por estas, se trocar uma parte já é suficiente para poupar.

Existem outras soluções para aumentar a eficiência energética de uma casa – controlar a temperatura do esquentador, por exemplo -, para além de que pequenas obras para colocação de isolamento ou substituição de caixilharias podem fazer toda a diferença na poupança e, por conseguinte, no orçamento mensal de uma família. Com um financiamento para obras é possível fazer as mudanças necessárias em casa e pagar, todos os meses, uma prestação acessível.

Em março de 2018, de acordo com um comunicado da APREN (Associação Portuguesa de Energias Renováveis), Portugal assegurou o consumo de eletricidade através de energias renováveis durante quase três dias. Isto prova que já existe consciência para a redução do uso de combustíveis fosseis como fontes de energia. Pequenas mudanças, grandes resultados: aumente a eficiência energética da sua casa.

Relacionadas

Quais os eletrodomésticos que gastam mais energia?

Sabe quais são os eletrodomésticos que gastam mais energia? Desvendamos, neste artigo, os oito aparelhos que consomem mais eletricidade.

Guia para interpretar a fatura da luz

Tem dificuldades em ler a fatura da luz? Com tantos dados e termos que provavelmente não conhece, pode ser difícil. Neste artigo explicamos tudo.

Como otimizar os gastos com climatização em casa?

A climatização da casa representa um grande consumo energético, porém existem formas de atenuar esta despesa. Conheça as 6 dicas que temos para si.

Certificado energético: o que é e como pedir?

O Certificado Energético é um documento obrigatório quando compra casa. Saiba qual o custo, como pedir e quais as implicações de não estar atualizado.

Impostos na conta de luz e gás: quanto lhe cobram?

Os impostos na conta de luz e gás representam uma grande fatia das despesas energéticas dos Portugueses. Saiba quanto é cobrado na sua fatura.

Em que situações compensa ter tarifa bi-horária?

Se consome mais eletricidade à noite ou durante os fins de semana, pode compensar (ou não) aderir à tarifa bi-horária. Saiba como fazer os cálculos.
Recomendadas

Projeto Sitestar promove literacia digital dos mais novos

Esta iniciativa promove, através da criação dos sites, aprendizagens relacionadas com o planeamento de projetos, o desenvolvimento do espírito de trabalho em equipa, a criação de conteúdos escritos e audiovisuais, o respeito pelos direitos de autor, incentiva e auxilia na invenção e implementação das ideias dos alunos, a adotarem um sentido critico que lhes permita navegar em segurança e com mais confiança na internet.

Neste natal, saiba o que fazer caso a sua compra online fique interdita na alfândega

A carta ao Pai Natal pode exigir que faça encomendas de artigos vindos de um país extracomunitário. Cumprir este desejo pode ser numa prova de esforço que implica conhecer a legislação, enfrentar burocracias e custos, e ainda lidar com a encomenda ficar retida na alfândega.

Não deixe as suas compras natalícias para a véspera

Quem compra por impulso arrepende-se mais, tentando depois a troca. Trocar um bem comprado numa loja física que está em perfeitas condições é uma cortesia do comerciante. A troca só é obrigatória se houver defeito. Não se esqueça de escolher cuidadosamente, de recolher toda a informação sobre o produto, de o experimentar, se for possível, e combinar a possibilidade de troca. Evitará conflitos.
Comentários