Dona da Comporta estuda “projeto estratégico” a preços acessíveis no Parque das Nações

A Vanguard Properties quer construir três prédios no total, com o valor do investimento a rondar os 30 a 35 milhões de euros.

A Vanguard Properties tem em mãos um projeto imobiliário na zona do Parque das Nações que terá apartamentos a preços mais acessíveis por comparação com os andares de luxo do prédio 203 Castilho.

Segundo fonte oficial da Vanguard Properties, trata-se de um “projeto estratégico” para a zona oriental de Lisboa, que prevê tornar um lote de onze mil metros quadrados (m2) numa área residencial e comercial. A empresa quer construir três prédios no total. Um terá nove andares e dois terão quatro andares, com um preço médio de venda entre os três mil e os quatro mil euros por metros quadrados.

O valor do investimento da Vanguard Properties ainda não está definido, mas o Jornal Económico apurou que rondará os 30 a 35 milhões de euros, além de uma superfície comercial para os residentes da zona.

O projeto será construído nos terrenos que antes pertenciam à empresa Air Liquide e ficam na zona do sul do Parque das Nações, na Avenida Marechal Gomes da Costa.

Depois de vencer a corrida para comprar os terrenos da Herdade da Comporta, na semana passada a Vanguard Properties voltou à agenda pública depois de ter sido noticiado que vendeu o apartamento mais caro de sempre em Portugal, comprado por um cidadão europeu por 7,35 milhões de euros.

O apartamento em causa, uma penthouse, no décimo-terceiro andar do prédio de luxo 203 Castilho tem a tipologia T3. Com uma área interior de 287 metros quadrados, isto significa que o novo dono pagou cerca de 25,600 euros por m2. Este apartamento tem ainda acesso ao terraço, que se estende por 260 m2, com vista sobre o Parque Eduardo VII e a Avenida da Liberdade.

No prédio 203 Castilho, o intervalo de preços dos apartamentos não é para qualquer carteira. Se o apartamento mais caro foi vendido por 7,35 milhões de euros, o mais barato, de tipologia T2 com 140 m2, terá um preço de venda a rondar os 1,36 milhões, isto é, cerca de 9,700 euros por m2.

Ler mais
Relacionadas

‘Penthouse’ mais cara de Portugal vendida por 7,35 milhões de euros. “Não vão bater o preço”, garante imobiliária

Um cidadão europeu pagou mais de 25 mil euros por m2 do apartamento mais caro alguma vez vendido em Portugal. A Vanguard Properties não espera que preço seja batido nos próximos tempos devido às características do imóvel e do prédio 203 Castilho. Faltam vender dez apartamentos.
Recomendadas

Autoeuropa está a produzir 100 viseiras por dia para doar a hospitais

Apesar da produção automóvel estar suspensa até 12 de abril, a Autoeuropa e os seus trabalhadores quiseram juntar-se à luta contra a epidemia do coronavírus em Portugal.

Lay Off: O que está incluído na remuneração normal ilíquida, que é diferente de ordenado base?

Rita Garcia Pereira, advogada e mestrada em direito do trabalho, analisou para o “Jornal Económico” algumas das questões mais prementes para os trabalhadores que forem alvo de ‘lay off’.

Drive Digital Enterprise Management: como gerir a adoção de novas iniciativas e inovar face ao coronavírus

Nos dias 14, 16 e 21 de abril às 09h30 otimize a gestão do seu negócio à distância com a série de Live Events Drive Digital Enterprise Management da Unipartner.
Comentários