Duo ibérico em foco: só Espanha teve recessão mais severa do que Portugal

Entre os 10 países que já revelaram dados, apenas Espanha ultrapassou a dimensão do tombo do PIB português entre abril e junho, ao recuar 18,5%, enquanto Portugal caiu 14,1% face ao último trimestre. Contração está acima da média da zona euro e da União Europeia.

Portugal teve o segundo maior recuo no crescimento da economia na zona euro, na comparação em cadeia, entre abril e junho, fixando-se acima das médias da zona euro e da União Europeia. Entre os 10 países que já revelaram dados, apenas Espanha ultrapassou a dimensão do tombo do PIB português no segundo trimestre, ao recuar 18,5%, enquanto Portugal caiu 14,1%.

Em França, a queda atingiu os 13,8% face ao trimestre anterior, tendo a Alemanha afundado 10,1%. A Lituânia foi o país com a menor queda (-5,1%).

Na média da zona euro, a economia terá encolhido 12,1%, enquanto a média de todos os Estados-membros aponta para um decréscimo de 11,9%.

Na comparação homóloga, Portugal aparece ligeiramente melhor na tabela. A pandemia provocou uma recessão de 15% na zona euro e de 14,4% na média dos 27 Estados-membros da União Europeia. A radiografia à quebra do PIB entre os dez países que já reportaram dados revela que Espanha foi aquele que sofreu a maior contração (-22.1%), seguido por França (-19%) e por Itália (-17,3%).

Portugal ocupa o quarto lugar da tabela entre as maiores quedas no segundo trimestre face a igual período do ano passado, ao recuar 16,5%. Também na comparação homóloga, a Lituânia foi o país com a menor queda.

O Eurostat realça, no entanto, que os dados preliminares publicados esta sexta-feira são baseados em fontes incompletas e sujeitos a revisões devidos às medidas de confinamento provocadas pela pandemia. As próximas estimativas para o segundo trimestre serão publicadas a 14 de agosto, dia em que o Instituto Nacional de Estatística também divulga a segunda estimativa para Portugal.

Ler mais

Relacionadas

Pandemia leva INE a divulgar estimativas do PIB 30 dias após final de cada trimestre

O INE deu início à divulgação de estimativas rápidas a 30 dias para as taxas de variação do PIB trimestral em volume, mantendo no calendário a habitual divulgação a 45 dias da estimativa respeitante ao segundo trimestre.

Portugal entra em recessão técnica. Economia tomba 16,5% no segundo trimestre

A pandemia penalizou a economia especialmente os meses entre abril e junho, numa contração histórica. Analistas e governos antecipam que a queda do segundo trimestre será a mais forte este ano.
Recomendadas

OE2021: Negociações já têm avanços concretos como novo apoio social – Governo

Segundo o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, isto revela da parte do Governo “uma enorme disponibilidade para negociar” com os partidos à esquerda do PS, com os quais se tem reunido, para, “em torno destas propostas e de outras, concretizar um entendimento para o Orçamento do Estado” para 2021.

PremiumPCP ignora aviso de Marcelo e faz finca-pé no Orçamento

Comunistas discordam que seja “importante” que o OE2021 seja aprovado à esquerda. BE, PAN e PEV estão disponíveis para negociar, mas criticam atrasos.

CTP prevê recuperação “difícil e lenta” para o turismo em Portugal

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal fala numa necessidade “urgente” do governo apresentar mais medidas para o setor, na véspera do Dia Mundial do Turismo.
Comentários