É oficial: Em Almada, PS e PCP têm o mesmo número de mandatos

Inês de Medeiros (PS) conquistou a emblemática Câmara de Almada, em poder dos comunistas desde 1976. Mas socialistas e comunistas empataram no número de mandatos.

Após uma “anomalia” na ordenação dos partidos na freguesia da Costa da Caparica, no Concelho de Almada, os onze mandatos já foram todos atribuídos. Confirma-se, assim, o mesmo número de vereadores – quatro – quer para o PS quer para o PCP-PEV.

Inês de Medeiros (PS) conquistou a emblemática Câmara de Almada, em poder dos comunistas desde 1976. A ex-deputada do PS destronou Joaquim Judas, da CDU, que em 2013 tinha alcançado uma maioria absoluta de seis vereadores, por uma escassa diferença de 213 votos, com 38,73% dos votos.

Este ano, o PS aumentou a votação em Almada para 31,28% e a CDU tombou para 30,81% dos votos, perdendo dois vereadores. Seguiram-se o PSD com 14,07% dos votos, com dois mandatos, e o BE com 9,63% dos votos, um mandato.

Ao início da tarde, na página do Ministério da Administração Interna (MAI) indicava que a freguesia da Costa da Caparica se encontrava por apurar.

Fonte oficial do MAI esclareceu ao Jornal Económico que se deveu “apenas à necessária correção de anomalia”, na “ordenação dos partidos na freguesia da Caparica” e que não existiu “qualquer processo de recontagem de votos”.

 

Relacionadas

Resultado em Almada ainda não está fechado devido a “anomalia”

Dos onze mandatos em Almada, só cinco foram atribuídos.

Derrota do PCP nas autárquicas “não é uma boa notícia para Costa”, escreve o El País

O jornal espanhol ‘El País’ escreve que a descida da aprovação popular ao PCP pode significar que o eleitorado não aprova o consenso entre comunistas e o Governo para garantir a governação.

Os principais vencedores e derrotados das eleições autárquicas

Foi uma noite quase perfeita para António Costa, primeiro-ministro e líder do PS, com apenas dois espinhos: a perda da maioria absoluta em Lisboa e a transferência de nove presidências de câmaras municipais do PCP para o PS. Em contraste com o pesadelo vivido por Pedro Passos Coelho que, perante resultados catastróficos, admite não se recandidatar à liderança do PSD. No Porto, o independente Rui Moreira ganhou contra tudo e todos.

Partido a partido, o que fica das eleições autárquicas

Duas vitórias históricas, dois desaires e um empate.
Recomendadas

Estado ainda não apurou ajudas indevidas na Zona Franca da Madeira

Em dezembro de 2020, a Comissão Europeia concluiu que o regime III da Zona Franca da Madeira, que vigorou entre 2007 e 2013, desrespeitou as regras de ajudas estatais, pois abrangeu empresas que “não contribuíram para o desenvolvimento da região”, indicando que Portugal tinha de recuperar os apoios irregularmente prestados.

‘Handling’ é de interesse público mas não significa salvaguardar acionista da Groundforce, diz Siza Vieira (com áudio)

Questionado sobre se o setor do turismo e hotelaria pode estar confiante de que não acontecerão novas paralisações, o ministro da Economia disse julgar que “estão criadas as condições para que isso não suceda”.

Santos Silva sobre alívio de restrições às viagens do Brasil: “Temos seguido uma linha de extrema prudência”

“À medida que a situação da pandemia evolui positivamente em Portugal e à medida que evoluir positivamente no Brasil poderemos avaliar estas restrições em curso”, disse esta quarta-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros.
Comentários