EDP, Galp e BCP pressionam PSI-20. Europa segue no ‘vermelho’

As praças europeias prosseguem a última sessão desta sexta-feira a negociar no vermelho, com os índices ibéricos a liderar as perdas. EDP, BCP e Galp pressionam PSI-20 que cai 1,40%.

As bolsas europeias prosseguem a manhã desta sexta-feira a negociar em baixa, “tendo agravado as perdas após a indicação preliminar de que a atividade na zona euro terá sentido o impacto dos lockdowns em janeiro, levando a uma perda de momentum no crescimento do setor industrial e a um agravamento da contração nos serviços e que, segundo um estudo da “Bloomberg” deverá conduzir a recessão económica no primeiro trimestre deste ano”, considera o analista de mercados do BCP investment banking. Assim, o índice europeu Euro Stoxx 50 cai 1,10% para 3.578,48 euros.

As praças ibéricas lideram as perdas, com o Ibex 35, em Madrid, a recuar 1,58% para 7.994,00 pontos enquanto que por cá, o PSI-20 perde 1,41% para 4.984,61 pontos.

As cotadas do setor energético, retalhista e bancário pressionam o índice lisboeta: A EDP perde 1,28% para 5,25 euros, numa altura em que se sabe que a eletricidade distribuída pela empresa portuguesa no quarto trimestre em Portugal contraiu 2%. Já a Galp continua no ‘vermelho’, perdendo 1,65% para 8,80 euros, numa altura em que a refinaria em Matosinhos entra em processo de encerramento.

A Jerónimo Martins pressiona o PSI-20, caindo 0,49% para 14,31 euros, a par com a Sonae que desvaloriza 0,28% para 0,7000 euros,  enquanto que o BCP derrapa 3,57% para 0,1190 euros.

No Reino Unido, depois de Portugal ter cortado ligações aéreas, sabe-se agora que a atividade terciária terá experimentado uma degradação agressiva, empurrando o Ftse 100 para a linha de água (-0,72% para 6.665,25 pontos).

No seio empresarial alemão, o analista de mercados nota a reação positiva às contas da Siemens — que sobe 4,52% para 129,71 euros — , bem como da Volkswagen — 3,66% para  168,16 euros —  após reportar números resilientes de 2020. Ainda assim, o DAX acompanha a congéneres europeias, deslizando 0,86% para 13.786,50 pontos.

Em Paris, o CAC 40 tomba 1,15% para  5.526,58 pontos depois da Air France-KLM anunciar que vai cortar postos de trabalho e da Airbus avançar que a taxa de produção permanecerá baixa por mais tempo.

Ler mais

Recomendadas

Lucro líquido da Berkshire Hathaway de Warren Buffett caiu 48% em 2020

“No ano passado, demonstramos o nosso entusiasmo pelos ativos da Berkshire ao recomprar o equivalente a 80.998 ações “A”, gastando 24,7 mil milhões de dólares no processo. Essa medida aumentou a vossa posição em todos os negócios da Berkshire em 5,2% sem exigir que tocassem na carteira”, escreveu o ‘oráculo de Omaha’, na carta anual enviada aos acionistas.

PremiumLagarde e Powell permitem inflação pontual

As autoridades monetárias pretendem continuar com a sua política acomodatícia apesar de “pontuais” subidas da inflação pós-pandemia.

Nasdaq foi o único a ‘verde’ no fecho da sessão em Wall Street

Amazon, Apple, Microsoft e Alphabet fecharam com ganhos. Já as ações da Beyond Meat – a marca que revolucionou a indústria ao criar alimentos vegan com sabor a carne – subiram 1,30% para 145,62 dólares, depois de ter anunciado um acordo com a McDonald’s e a Yum!Brands.
Comentários