Emissão ‘verde’ Green Belém da UCI Portugal ganha óscar da Euronext de sustentabilidade

O Green Belém tem sido apoiado pelo Banco Europeu de Investimento (BEI), que participa na tranche sénior com um montante total de aproximadamente 100 milhões de euros.

UCI Portugal

O  RMBS Green Belém 1, a primeira emissão de obrigações verdes em Portugal lançada pela UCI (Union de Créditos Inmobiliários, Sucursal em Portugal) em maio de 2020, recebeu o prémio “Sustainable Finance” nos Euronext Lisbon Awards 2021, na sua cerimónia anual de entrega de prémios.

O Green Belém tem sido apoiado pelo Banco Europeu de Investimento (BEI), que participa na tranche sénior com um montante total de aproximadamente 100 milhões de euros.

O vice-presidente do BEI, Ricardo Mourinho Félix, responsável pela atividade do Banco em Portugal e Espanha, reconhecendo que “o sector imobiliário é um dos maiores consumidores de energia da Europa” diz que o Banco Europeu de Investimento está “satisfeito por ter apoiado a UCI nesta operação inovadora, destinada a promover o investimento em eficiência energética na Península Ibérica”.

“A UCI é uma instituição financeira pioneira neste sector que, com a participação do BEI, financiará tanto a renovação dos edifícios existentes como a construção de edifícios com energia quase nula. Temos orgulho em ver a Euronext reconhecer e recompensar os esforços da UCI para promover uma economia mais verde e mais sustentável – um prémio que é bem merecido!”, conclui o vice-presidente do BEI.

Os Euronext Lisbon Awards 2021 distinguem as iniciativas que mais ativamente contribuíram para o desenvolvimento do mercado de capitais em Portugal ao longo do ano passado.

O BEI estima que a parceria com a UCI, em Portugal e Espanha, contribuirá para a construção de cerca de 25.000 m2 de novos edifícios e para a renovação de mais 450.000 m2 de imóveis existentes. Além disso, mais de 3.000 pessoas irão beneficiar destes investimentos e a poupança final total de energia é estimada em 43,7 GWh por ano. Espera-se ainda que os subprojectos financiados pela UCI com o apoio do BEI criem 1.230 postos de trabalho durante o período de construção.

“Este é o primeiro projeto conjunto de ambas as entidades e envolve a criação de uma carteira de novos empréstimos para a eficiência energética, que cumpram os requisitos estabelecidos tanto pelo banco da UE como pelo Plano de Ação para a Eficiência Energética (EeMAP), uma iniciativa liderada pela European Mortgage Federation e promovida pela Comissão Europeia”, diz a UCI Portugal em comunicado.

“O projeto premiado [RMBS Green Belém 1] é uma iniciativa da UCI lançada em maio de 2020 e foi realizado de acordo com os princípios de regulamentação STS (Simple, Transparent and Standardised). O Green Belém 1 é também o primeiro dos fundos da UCI a ostentar o selo verde da Sustainalytics, sinal do compromisso da entidade em colaborar, através do financiamento residencial que desenvolve na Península Ibérica, para a descarbonização do parque habitacional, melhorando a eficiência energética das habitações a fim de alcançar um futuro mais sustentável”, diz a sucursal desta instituição de crédito espanhola.

Pedro Megre, CEO da UCI Portugal, salienta que “ter conseguido colocar um novo fundo de titularização num contexto tão desafiante como o que vivemos no ano passado e com a complexidade dos quadros regulamentares, é um marco muito importante para nós”.

“A UCI está absolutamente comprometida com os princípios da sustentabilidade que nos devem orientar a todos em sociedade, pelo que o reconhecimento do mercado ao RMBS Green Belém 1 é motivo de grande satisfação e orgulho”, adianta o CEO.

A UCI garante que está empenhada nos princípios da “Energy Efficient Mortgages Initiative” (EEMI) da European Mortgage Federation, participando como entidade piloto neste projeto.

“O prémio Sustainable Finance da Euronext reconhece assim a necessidade de reabilitação energética e construção de habitações eficientes em Portugal e contribui para o cumprimento das metas climáticas e de poupança de energia de ambos os países, bem como para atrair investimentos em eficiência energética”, refere o comunicado.

Recomendadas

PSI-20 sobe em linha com Europa. Galp fecha a subir com alta de preços do petróleo

Os mercados de ações europeus registaram uma sessão de ganhos, aliviando parte das quedas da última sexta-feira. A sustentar a recuperação estiveram notícias de que a nova variante de Covid-19 surgida na África em Sul causa sintomas ligeiros.

Mota-Engil coloca oferta obrigacionista de 110 milhões de euros

Paralelamente à oferta pública de subscrição das “Obrigações Ligadas a Sustentabilidade Mota-Engil 2021-2026”, a construtora concretizou duas ofertas públicas de troca, das “obrigações taxa fixa Mota-Engil 2018/2022” e “obrigações Mota-Engil 2018/2023”, por obrigações da nova oferta.

Wall Street arranca em força corrigindo perdas causadas pela Omicron

O final da semana passada foi afetado pelas preocupações geradas pela nova variante da Covid-19 descoberta na África do Sul, que empurrou para baixo as bolsas norte-americanas. Esta segunda-feira, os sectores mais castigados corrigiram grande parte das perdas, com o turismo e as viagens aéreas a liderarem.
Comentários