Empresa espanhola garante construção de dois edifícios em Oeiras por 71 milhões de euros

A Acciona conquistou dois contratos na região de Lisboa. Tratam-se do Fórum Municipal, encomendado pela Câmara Municipal de Oeiras por cerca de 45 milhões de euros, e o projeto Gestilar Residences Miraflores, encomendado por um cliente privado, o grupo Gestilar, por mais 26 milhões de euros.

O grupo Acciona garantiu a construção de dois edifícios na cidade de Oeiras pelo valor total de 71 milhões de euros, segundo informaram fontes da empresa espanhola, ao jornal “Expansión” esta segunda-feira, 28 de setembro.

Os projetos em causa são o Fórum Municipal, por cerca de 45 milhões de euros, e a Gestilar Residences Miraflores, encomendado por um cliente privado, o grupo Gestilar, por mais 26 milhões de euros.

O Fórum Municipal irá funcionar como a sede da Câmara Municipal de Oeiras, numa área terreno com mais de 16 mil\m2, estando o prazo de execução previsto para os próximos dois anos. Este projeto, inclui ainda uma torre com área bruta de construção de 45.065\m2. A obra da construção do Fórum Municipal de Oeiras, foi adjudicada ao Consórcio Acciona – Tecnovia S.A., na percentagem 60%-40% respetivamente.

Já o Residences Miraflores, cujo prazo de execução é de cerca de 23 meses será composto por 111 habitações.

O grupo espanhol liderado por José Manuel Entrecanales ocupa-se das às áreas de construção, gestão de infraestruturas e energias renováveis ​​está ligado a Portugal desde 1948, tendo-lhe já sido adjudicados contratos para o desenvolvimento de infraestruturas como a Barragem do Alqueva, a Estação do Oriente ou a Ponte Infante D.Henrique.

A empresa tem ainda 25 estações de tratamento e 5 estações de tratamento de água, incluindo a ETAR Faro-Olhão, na zona do Algarve, onde, no início deste ano, também foi adjudicada a prestação de serviços de exploração, conservação e manutenção de sistemas de saneamento. de água na zona de Nascente, com um orçamento de cerca de 42 milhões de euros.

A Acciona tem também no país instalações renováveis ​​em funcionamento com uma capacidade total de 165,5 megawatts (MW), dos quais 119,7 MW são eólicos (com 19 parques) e 45,8 MW correspondem à Central fotovoltaica da Amareleja (Moura).

A Acciona iniciou a sua atividade imobiliária recentemente no mercado português com vários empreendimentos habitacionais na cidade de Lisboa.

Ler mais
Recomendadas

Covid-19: APED defende venda dos autotestes nos super e hipermercados

O diretor-geral da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) defendeu, em entrevista à Lusa, a venda dos autotestes covid-19 nos supermercados e hipermercados, salientando que o setor quer estar “na parte da solução”.

Efacec promove ‘crowdsourcing’ para empreendedores

As propostas serão avaliadas por uma equipa multidisciplinar da empresa e as propostas escolhidas terão acesso a uma parceria a longo prazo, validação da solução, oportunidade de negócio sustentável e à experimentação, exposição e expansão junto da Efacec.

Turismo Centro de Portugal lança campanha com 20% de desconto na compra de ‘escapadinhas’ na região

As reservas a preços promocionais em unidades hoteleiras da região no âmbito desta campanha podem ser feitas até 30 de junho, para serem usadas até finais de outubro.
Comentários