Empresa portuguesa cria semáforo para praias com tecnologia de radar

Segundo a Smart City Sensor, esta solução não precisa de “autorização RGPD”.

A empresa nacional Smart City Sensor já tem um «torniquete virtual com semáforo luminoso» pronta a ser instalado nas praias portuguesas assim que abri a época balnear, o que acontece no próximo dia 6 de junho.

As regras de acesso às praias nacionais vão mudar: o site Estamos On já publicou as novas normas e as entradas passam a ter de ser controladas: aqui, pode ser usado um sistema semelhante a um semáforo para indicar a taxa de ocupação.

Esta é a proposta de «torniquete virtual com semáforo luminoso» da empresa portuguesa Smart City Sensor que usa a tecnologia SCS Radar que consegue medir a «entrada, saída e fluxo por hora de pessoas» num determinado local – a empresa explica como funciona aqui.

Segundo a Smart City Sensor, este torniquete virtual não precisa, por isso, de «autorização RGPD». A taxa de ocupação será definida, em cada praia, pelas autoridades – depois, o sistema avalia isso em tempo real.

Depois, tudo funciona como um semáforo normal: uma luz vermelha significa que a praia está totalmente preenchida e não permite a entrada de mais pessoas (Proibido); um sinal laranja/amarelo, significa que a praia estará próxima da lotação máxima (Alerta); caso esteja verde, podemos entrar no areal (Livre).

«O sistema integra um backoffice para visualização de dados em tempo real e possibilita emitir alertas para entidades Municipais ou Protecção Civil, quando o limite máximo de acesso estiver a ser excedido», garante a empresa.

E não será apenas em praias que a solução da Smart City Sensor pode ser usada: «Esta tecnologia será instalada nas praias para supervisionar o acesso das pessoas evitando aglomerados, mas pode também ser utilizada em diversos cenários, tais como feiras, mercados e jardins. A contabilização será realizada em tempo real, o que permitirá organizar rapidamente os espaços monitorizados».

O torniquete virtual com semáforo luminoso é um «produto tecnológico 100% nacional» e, segundo a Smart City Sensor, está em «fase de aquisição por diversas entidades municipais».

PCGuia
Ler mais
Relacionadas

Praias com novas regras. Chapéus terão 3 metros de distância e vendedores usarão máscara

Pessoas que não façam parte do mesmo grupo terão de ter um distanciamento físico de 1,5 metros no areal. A época balnear abre no próximo dia 6 de junho.
Recomendadas

Portugal em 7º lugar no indicador global de literacia financeira, segundo a OCDE

Portugal, através do Ministério da Educação, participou pela primeira vez, em 2018, no exercício de avaliação de literacia financeira do Programme for International Student Assessment (PISA), cujos resultados foram divulgados no passado dia 7 de maio.

80,6 mil milhões de euros. Mark Zuckerberg já é mais rico que Warren Buffett

O ‘Business Insider’ explica que a subida de Zuckerberg se deveu aos resultados inesperados da plataforma e ao aumento do número de utilizadores durante o primeiro trimestre de 2020.

António Saraiva: “Empresas precisam de apoios a fundo perdido. Não querem agravar dívida”

O barómetro semanal CIP/ISCTE revela que 82,2% das empresas preferem apoios para capitalização que não agravem o seu endividamento e 41,7% dizem que querem suspender ou cancelar investimentos previstos para 2020. O presidente da CIP, António Saraiva diz que as necessidades das linhas de apoio às empresas aumentaram para 10,5 mil milhões de euros.
Comentários