Ensino superior. Governo cria 2370 vagas para alunos do profissional e artístico

As vagas distribuem-se por 21 instituições num total de 456 licenciaturas. As provas de acesso ao regime especial agora criado realizam-se entre 21 e 24 de julho de norte a sul do país.

O Governo criou um novo regime especial de acesso ao ensino superior para os estudantes dos cursos profissionais e artístico, que avança já no próximo ano letivo de 2020/2021. Para estes alunos existem 2.370 vagas disponíveis, distribuídas por 21 instituições de ensino superior e 456 licenciaturas.

A estas vagas podem candidatar-se estudantes que tenham concluído o nível secundário de educação, através das vias profissionalizantes e de cursos artísticos especializados. As admissões são feitas através de exames específicos, realizados por três consórcios de instituições de ensino superior, que asseguram a realização de exames específicos.

Segundo o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), estes consórcios integram politécnicos e cinco universidades: Açores, Algarve, Évora, Madeira e Trás-os-Montes e Alto Douro e as provas realizar-se-ão entre 20 e 24 de julho. No Norte e Sul, serão a 24 de julho e no Centro decorrerão nos dias 21, 22 e 23 de julho.

“Esta nova via de acesso vem dar seguimento a uma das prioridades do país, que é a de elevar o nível de qualificação e competências da população portuguesa”, explica o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, em comunicado. Com esta medida, justifica a tutela, “pretende-se alargar a base social de acesso ao ensino superior aos alunos que não são provenientes de cursos secundários científico-humanísticos”.

Atualmente, 45% dos estudantes do ensino secundário frequentam as vias profissionalizantes, mas a sua participação no ensino superior tem-se mantido a um nível muito baixo.

O Governo quer garantir que até ao final da legislatura cerca de 40 % dos estudantes das vias profissionalizantes acedem ao ensino superior, representando cerca de 10.000 inscritos até 2023, conforme previsto no Contrato de Legislatura estabelecido com essas instituições. No documento ficou também estabelecido o objetivo de alargar a participação de adultos no ensino superior de modo a que estes representem, até 2023, cerca de 10 % dos novos estudantes a envolver em licenciaturas oferecidas pelos politécnicos e universidades.

As 2.370 vagas agora criadas são vagas supranumerárias que não retiram disponibilidade ao regime geral de acesso, esclarece a tutela.

Ler mais
Recomendadas

Hostels e pousadas vão servir de alojamento para estudantes universitários

Graças às orientações da DGS, foram removidas 3.000 camas nas residências estudantis. De acordo com o Público, o Governo está a ultimar um acordo com os hoteleiros em Lisboa, Porto, Coimbra e Braga para o próximo ano letivo.

Suspenso crowdfunding de jovem que pediu dinheiro para pagar doutoramento em Cambridge

A plataforma onde decorria o crowdfunding “Pagar um café a António Rolo Duarte” suspendeu a iniciativa depois de várias queixas

Candidato a doutoramento pede 25 mil euros para substituir bolsas da FCT supostamente “adiadas”, mas concurso ainda não terminou

O jovem lançou uma campanha de crowdfunding sob o pretexto de um adiamento na atribuição das bolsas da FCT. A fundação desmente e diz que o processo decorre com toda a normalidade, com os resultados a serem conhecidos em novembro. A iniciativa gerou mal-estar desde o ministério até ás redes sociais
Comentários