PremiumCatólica Porto Business School quer elevar qualidade da gestão no país

Em entrevista ao JE, Rui Soucasaux Sousa diz que a escola de negócios que vai liderar até 2023 quer ter papel-chave na melhoria da gestão das empresas. No curto prazo, é desafio a mobilidade internacional, dificultada pela pandemia.

A Católica Porto Business School tem novo dean. Rui Soucasaux Sousa, professor e investigador há cerca de 20 anos na escola de negócios da Universidade Católica na Invicta, onde desempenhou praticamente todas as funções de grande responsabilidade que havia, chega à liderança em plena crise sanitária e económica provocada pela Covid-19.

A visão do líder sai afetada?“A visão que tenho para a Escola a médio-prazo mantém-se”, diz ao Jornal Económico. O curto prazo é, assim, a questão. “Será, por exemplo, necessário, refletir sobre o modelo de ensino que pretendemos ter. Em particular será útil revisitar o princípio de Bolonha do ensino centrado no aluno, mas agora num contexto em que temos ao nosso dispor uma panóplia de meios tecnológicos poderosos para atingir tal objetivo”, adianta.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Maioria dos professores ouvidos pela FNE regista excesso trabalho no último ano letivo

O ano letivo passado, que terminou no início de julho, voltou a ser marcado pela pandemia da covid-19. Depois de, em março de 2020, famílias e professores terem sido apanhados de surpresa pelo encerramento das escolas, em setembro todos antecipavam outro ano letivo atípico.

Governo vai criar 500 vagas no Ensino Superior para alunos em zonas desfavorecidas (com áudio)

Esta é uma medida que já estava prevista no Plano Nacional de Combate ao Racismo e à Discriminação 2021-2025, que esteve em discussão pública entre maio e abril.

Escolas vão ter mais seis milhões de euros para comprar material de protecção (com áudio)

A verba anunciada prevê, assim, a compra de máscaras para os alunos do primeiro ciclo do ensino básico. Podem ainda ser adquiridos equipamentos de protecção individual, bem como de produtos de desinfecção e limpeza – nomeadamente luvas e aventais laváveis e solução antissética de base alcoólica
Comentários