Estado da Região: PSD critica Estado por não meter um “tostão” na Madeira e elogia assertividade do Governo Regional na pandemia

O PSD defendeu que é preciso continuar com medidas que auxiliem no combate ao desemprego e também na manutenção de postos de trabalho. Os sociais democratas esperam que o executivo madeirense continue a ser mostrar “capaz, firme, competente”.

Crédito: Assembleia Legislativa da Madeira

O PSD considerou que o Governo Regional da Madeira, que resulta de uma coligação PSD/CDS-PP, foi o mais assertivo na gestão da pandemia, durante o debate do Estado da Região, que decorre na Assembleia Legislativa da Madeira. Os sociais democratas acusaram o Estado de “falta de sensibilidade e solidariedade”, sublinhando que o Estado não colocou um “tostão” na região autónoma na pandemia.

“Numa fase de incerteza nacional e internacional, o Governo Regional da Madeira foi durante muito tempo o mais assertivo e capaz de transmitir segurança à população. Foi um bastião na capacidade de resposta às necessidades da população”, disse Jaime Filipe Ramos, deputado do PSD, durante o debate do Estado da Região.

O social democrata disse que numa altura em que existia “trapalhada” no Continente relativamente ao uso da máscara, bem como os “iluminados” na Madeira que não queriam a máscara, a região decidiu tornar obrigatório o uso da máscara.

Jaime Filipe Ramos considerou que é importante continuar a “garantir capacidade de resposta” porque a pandemia não acabou.

O deputado do PSD diz que é preciso continuar com medidas que auxiliem no combate ao desemprego e também na manutenção de postos de trabalho.

O social democrata aproveitou a sua intervenção para criticar o Estado por não ter metido um “tostão” na Madeira. Jaime Filipe Ramos disse que a atitude revelou “falta de sensibilidade e solidariedade”.

O deputado do PSD disse ainda que espera que o Governo da Madeira continue a ser mostrar “capaz, firme, competente”.

Recomendadas

Funchal: coligação PSD/CDS-PP promete obras de requalificação e melhoria do trânsito no Imaculado Coração de Maria

O candidato da coligação PSD/CDS-PP quer criar uma rotunda à frente do D. João, de modo a resolver “um persistente problema de distribuição” do tráfego automóvel, prometeu melhorar as acessibilidades pedonais, avançar com a coberta do espaço desportivo, criar um parque para as crianças, e uma zona onde se possa circular com os animais.

Funchal: Coligação Confiança assume causa animal como “aposta estrutural”

O atual presidente da autarquia do Funchal destacou algumas das medidas que foram tomadas pelo executivo, relativas à causa animal, onde incluiu a proibição da utilização de animais no circo, a proibição da eutanásia a animais, as campanhas de esterilização de animais errantes e pertencentes a famílias com carências socioeconómicas, e a criação do ‘dog park’.

Companhia aérea vai ligar Madeira à Ucrânia com dois voos por semana (com áudio)

Serão voos diretos de Kiev duas vezes por semana (sábados e terças-feiras), entre 24 de julho e 20 de outubro.
Comentários