Estrangeiros são responsáveis por 82% do investimento imobiliário

Negócio médio no mercado nacional mais do que duplicou, situando-se nos 35 milhões de euros. Perfil do investidor mudou radicalmente desde 2014.

O peso do investimento estrangeiro no imobiliário em Portugal subiu para os 82%. Os investidores estrangeiros têm vindo a ganharpeso face aos nacionais, os family offices são cada vez mais relevantes enquanto investidores e o investimento estendeu-se a hotéis, equipamentos de ensino, de saúde e ativos industriais.

Este é o perfil traçado pela consultora Cushman &Wakefield, para o Jornal Económico. “O perfil do investidor imobiliário mudou drasticamente a partir de 2014”. A consultora salienta que “até a essa data o investimento imobiliário era dividido em partes iguais, entre investidores nacionais e estrangeiros”. Entre os estrangeiros, além dos habituais investidores europeus, o ‘apetite’ no território nacional estendeu-se aos players de origem asiática, americana e africana.

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Regresso das exportações é essencial, defende secretário de Estado da Internacionalização

O secretário de Estado da Internacionalização, Brilhante Dias, coloca as exportações e a captação de investimento estrangeiro como irreversíveis para a recuperação do país. Sem esses dois vetores, a economia fica em causa.

“Elaborámos um pacote que não é reivindicativo, mas é reivindicador”, afirma líder da CAP

O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) falou na apresentação do ‘Ambição Agro 2020-30’, o plano de recuperação da atividade económica nacional da CAP que decorre esta quinta-feira no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Portugal regista mais 691 casos e três mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

As autoridades sanitárias contabilizaram mais 386 altas nas últimas 24 horas, elevando para 46.676 o número total de pessoas livres do vírus.
Comentários