EUA: Pedidos de subsídio de desemprego caem mais do que esperado

Apesar de o número reportado ter ficado muito pouco abaixo das previsões dos analistas, este parece indicar uma tendência subjacente de recuperação do mercado laboral, dado o impacto mais limitado das tempestades no sul do país.

Estados Unidos | Getty Images

O número de americanos a submeter pedidos de subsídio de desemprego subiu esta semana até aos 745 mil, reporta o Departamento do Trabalho, um valor que fica pouco aquém das expectativas dos analistas de Wall Street, que apontavam para 750 mil, segundo a CNBC.

O crescimento em relação aos números da semana passada foi também pequeno, depois de os 730 mil pedidos inicialmente reportados terem sido revistos em alta para 736 mil.

O aumento poderia ter sido de maior magnitude, dadas as fortes tempestades registadas em zonas densamente povoadas do sul do país que atiraram para o desemprego mais de 17 mil habitantes do Texas.

Estavam assim, a 20 de fevereiro, a pagamento cerca de 4,3 milhões de apoios à situação de desemprego, uma descida de 124 mil em relação à semana anterior num indicador cuja divulgação ocorre com uma semana de desfasamento em relação aos novos pedidos. Este é o valor mais baixo desde o início da crise causada pela chegada do novo coronavírus aos EUA.

Ao esquema de assistência pandémica candidataram-se 437 mil pessoas na semana terminada a 27 de fevereiro, uma descida de 10 mil em relação aos dados da semana anterior. Este programa apoia trabalhadores não abrangidos pelo subsídio de desemprego, como trabalhadores por conta própria ou desempregados que esgotaram já o período de acesso ao apoio federal.

O resultado parece suportar a recuperação laboral norte-americana, dado o menor impacto das fortes tempestades no Texas e estados vizinhos do que seria esperado, que sugere uma tendência de crescimento no mercado de trabalho da maior economia do mundo. Ainda assim, o Congresso continua a trabalhar para a aprovação de um novo pacote de estímulos, algo que o Senado deverá começar a discutir esta quinta-feira, depois da votação favorável na Câmara dos Representantes.

Outro fator relevante para a avaliação da situação laboral nos EUA será o referente à criação de emprego no país, cujos dados serão divulgados esta sexta-feira. O relatório da ADP que monitoriza este indicador aponta para números bem abaixo do esperado, com os 117 mil novos empregos no sector privado em fevereiro a desiludirem face à previsão de 225 mil.

Ler mais
Recomendadas

Morreu Bernie Madoff, o banqueiro de Wall Street responsável pelo maior esquema em pirâmide da história

O banqueiro que passou de uma figura respeitada em Wall Street e na banca norte-americana a ter de se apresentar em tribunal com colete à prova de bala faleceu esta quarta-feira na prisão, onde cumpria uma sentença de 150 anos.

Putin recebe segunda dose da vacina russa contra a Covid-19

Tal como da primeira vez não existe registo fotográfico do momento, nem foi revelado qual das três vacinas russas foi administrada ao presidente da Rússia.

OCDE pede políticas domésticas de apoio à resiliência e ataque às desigualdades na retoma pós-pandemia

Perante um cenário de transições rápidas e drásticas em vários sectores da economia, a organização sublinha a necessidade de apoiar os cidadãos, treinando-os para um futuro mais verde e digital, mas também através de investimentos em infraestruturas e áreas-chave como a educação e saúde.
Comentários