PremiumEuro2020 pode ser pontapé para relançar mercado publicitário das marcas

Cobertura mediática será maior do que em 2016, mas é pouco provável que se traduza em recordes de audiências, dizem especialistas. Ainda assim, as marcas deverão aproveitar a oportunidade.

O Campeonato Europeu de futebol de 2020, que por causa da pandemia da Covid-19 só começa esta sexta-feira, um ano depois do previsto, pode ser uma oportunidade para as marcas e patrocinadores se relançarem no mercado e, assim, alavancar o investimento publicitário e em marketing, a partir do futebol, tanto em Portugal como na Europa. Quem o diz é Daniel Sá, especialista em marketing desportivo e diretor executivo do IPAM, que acredita que, face aos efeitos do contexto, este Europeu terá “uma maior cobertura mediática”, face à edição de 2016. Contudo, uma maior visibilidade mediática poderá não se traduzir em recordes de audiências, segundo António Salvador, chairman da GfK Portugal.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Os caminhos da recuperação empresarial

Com a perspetiva do aumento das insolvências, vários mecanismos visam a celeridade e eficiência na recuperação de empresas.

Via extrajudicial continua sem ter interessados

O RERE foi criado como alternativa à vida judicial, mas não tem tido a adesão empresas. Associação de mediadores diz que falta informação.

BES: Pareceres atribuem prejuízos da recompra de obrigações à administração que sucedeu a Salgado

Dois pareceres juntos pela defesa de Ricardo Salgado no processo do Eurofin atribuem à gestão que lhe sucedeu a responsabilidade pelos prejuízos gerados pela recompra das obrigações BES e que levaram à sua condenação pelo supervisor.
Comentários