PremiumEx-secretário de Estado orienta reestruturação financeira do CDS-PP

Leonardo Mathias, antigo ‘número dois’ de Pires de Lima, foi escolhido para resolver situação financeira do CDS-PP. Tem como missão colocar a dívida em níveis geríveis, afastando-a o máximo que possível dos dois milhões.

O gestor Leonardo Mathias, que desempenhou as funções de secretário de Estado da Economia durante o primeiro Governo de Pedro Passos Coelho, está a trabalhar no plano de reestruturação financeira do CDS-PP. Ao que o Jornal Económico (JE) apurou, Leonardo Mathias terá sido escolhido pela secretaria-geral do CDS-PP, mas a decisão não terá sido comunicada aos conselheiros nacionais do partido.

O JE sabe que a direção dos democratas-cristãos tem estado empenhada em reestruturar as contas do CDS-PP, depois de a dívida se ter agravado com a derrota nas eleições legislativas de 6 de outubro. Para lidar com a situação, a direção terá concordado em convocar o gestor Leonardo Mathias, que faz parte da Comissão Política Nacional, para fazer um plano de recuperação económica e “saneamento financeiro”, contam ao JE fontes do CDS-PP, às quais o ex-secretário de Estado terá sido apresentado como responsável pelo processo em curso.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumEnnio Morricone 60: Recordações do maestro da sétima arte

Duelos entre pistoleiros do Velho Oeste, jesuítas portugueses a tentarem salvar índios guaranis no Brasil, miúdos pobres a aprenderem a ser gangsters nas ruas da Nova Iorque ou um cineasta a visionar a bobine de beijos censurados que um projecionista deixou como herança ao filho que nunca teve.

PremiumPedro Marques: “Europa não pode esperar por nova crise para concluir a União Bancária”

Eurodeputado do PS quer garantia europeia para depósitos e maior partilha de risco. Diz que venda do Popular, através do MUR, foi “um sucesso” e prova de que é possível fazer resolução de bancos “sem custos para os contribuintes”.

PremiumEconomistas lançam manifesto que defende reindustrialização

Mira Amaral, Abel Mateus e Clemente Pedro Nunes dão a cara, na SEDES, por um manifesto que defende a reindustrialização do país para a produção de bens transacionáveis e contra a estratégia do hidrogénio.
Comentários