FESTin 2018 arranca esta terça-feira em Lisboa

A 9ª edição do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa apresenta novas secções e tem mais filmes portugueses em competição. No total, serão apresentadas nove longas-metragens de ficção em competição, nove documentários e 16 curtas.

REUTERS/Regis Duvignau

Tem o serão livre e apetece-lhe ver cinema. Antes de consultar o cartaz dos filmes em exibição, aceite a nossa sugestão e vá à sessão inaugural do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa – FESTin, esta terça feira, às 21:30, no cinema São Jorge, em Lisboa.

A 9ª edição decorre entre 27 de fevereiro e 6 de março e a abertura conta com a presença da realizadora brasileira Laís Bodansky, que assina um drama intenso, repleto de reviravoltas sobre relações familiares – “Como Nossos Pais” (ver trailer aqui). O filme estreou no Festival de Berlim, foi um dos grandes eventos cinematográficos do Brasil no ano passado e tem estreia comercial prevista em Portugal para dia 15 de março.

O evento inclui três secções competitivas – documentários, longas e curtas-metragens – e uma secção paralela intitulada “Mostra do Cinema Brasileiro”, que aposta em obras estreadas recentemente. Destacamos duas longas-metragens: “Mulher do Pai”, de Cristiane Oliveira, que esteve presente no Festival de Berlim, e “Não Devore o Meu Coração”, de Filipe Bragança, com antestreia no Festival de Sundance.

O FESTin é uma referência no panorama dos festivais de cinema por ser o único evento em Portugal dedicado exclusivamente à cultura cinematográfica lusófona. A 9ª edição apresentará nove longas-metragens de ficção em Competição, nove documentários e 16 curtas. Este ano, o FESTin também propõe a novíssima mostra inspirada no Latim, “Língua em Movimento”, além de secção especial “Sotaques da Lusofonia” no âmbito da competição de documentários.

O cinema português marca presença com várias obras, entre elas “Aparição”, de Fernando Vendrell, que chega às salas a 22 de março. O filme inspira-se na obra literária de Vergílio Ferreira, tem no elenco Jaime Freitas e Vitória Guerra, e dá-nos um retrato do interior de Portugal nos anos 50.

A programação inclui ainda o FESTin + dedicado à terceira idade, a Mostra de Inclusão Social, o Festinha dirigido aos mais pequenos.

Consulte a programação completa do festival em www.festin-festival.com

Ler mais

Relacionadas

FESTin 2018: A língua portuguesa em festa no grande ecrã

Filmes estreados em Berlim e maior presença de projetos portugueses marcam a 9ª edição do FESTin.

FESTin: Uma celebração do cinema de língua portuguesa no São Jorge

O festival de cinema, que se realiza desde 2011, pretende celebrar a cultura cinematográfica dos países de língua portuguesa e “fomentar a interculturalidade”.
Recomendadas

Pintura “Tours d’arme” de Vieira da Silva no leilão global da Christie´s

O leilão, anunciado em maio pela empresa como tendo um novo formato “global” para se adaptar à atual pandemia, decorrerá em simultâneo em Hong Kong, Paris, Londres e Nova Iorque.

Livro: “Os Sete Pilares da Sabedoria”

Eis a sugestão de leitura desta semana da Livraria Palavra de Viajante: um dos grandes textos sobre guerra e um livro sobre a vontade de autodeterminação de um povo. Pela pena de T.E. Lawrence.

Linhas de apoio na cultura: metade dos candidatos já receberam as verbas, realça Graça Fonseca

Cerca de 50% das entidades que concorreram aos apoios culturais já o receberam, segundo a ministra da Cultura, Graça Fonseca, que referiu também que os concursos para os diretores dos museus e monumentos nacionais já estão abertos
Comentários