Filipinas “oferece” enfermeiras ao Reino Unido e Alemanha em troca de vacinas contra a Covid-19

Alice Visperas, do Ministério do Trabalho filipino, afirmou que o país estaria disposto a considerar levantar a proibição do número de profissionais de saúde que emigram para chegar a acordo com o Reino Unido para trocar os serviços de enfermeiros e médicos por vacinas.

As Filipinas propuseram ao Reino Unido disponibilização de serviços de milhares de profissionais de saúde, maioritariamente enfermeiros, em troca de vacinas contra a Covid-19, segundo revelou um alto funcionário do governo filipino citado pela “Reuters”.

Alice Visperas, diretora do escritório de assuntos internacionais do Ministério do Trabalho filipino, afirmou que o país asiático estaria disposto a considerar levantar a proibição do número de profissionais de saúde que emigram, atualmente limitado aos cinco mil por ano, com o objetivo de chegar a acordo com o Reino Unido para trocar os serviços de enfermeiros e médicos por vacinas contra a Covid-19.

O objetivo será inocular trabalhadores que saem do país e centenas de milhares de repatriados filipinos. As enfermeiras estão entre os milhões de filipinos que trabalham no exterior, fornecendo mais de 30 mil milhões de dólares (24,7 mil milhões de euros) por ano em remessas “vitais” para a economia do país. Segundo dados do governo filipino, em 2019, cerca de 17 mil enfermeiras do país assinaram contratos de trabalho no exterior.

O Reino Unido é o país com o sexto maior número de mortes resultantes de Covid-19 do mundo, e também um dos que sofreu dos maiores impactos económicos da pandemia. Por sua vez, a Alemanha tem o décimo maior número de infeções em todo o mundo.

Embora os dois países já tenham vacinado um total de 23 milhões de pessoas, as Filipinas ainda não iniciaram a sua campanha para imunizar 70 milhões de adultos, ou dois terços dos seus 108 milhões de habitantes. A expectativa é receber o primeiro lote de vacinas ainda esta semana, doado pela China.

Embora as enfermeiras filipinas tenham lutado para suspender a limitação do número de trabalhadores autorizados a exercer no estrangeiro, a troca proposta pelo governo de Rodrigo Duterte não foi bem aceite por alguns profissionais de saúde.

“Estamos indignados com a forma como enfermeiras e profissionais de saúde estão a ser tratados pelo governo como objeto ou produtos de exportação”, disse Jocelyn Andamo, secretária-geral da ‘Filipino Nurses United’, à “Reuters”.

Ler mais
Recomendadas

Açores com 11 casos positivos e 11 recuperados de covid-19

Os Açores regista 66 casos ativos de coronavírus.

Vacina da Johnson & Johnson deve chegar aos norte-americanos no máximo em 48 horas

A Johnson & Johnson comprometeu-se em entregar quatro milhões de doses esta semana e 100 milhões de doses até junho, admitiu o CEO, Alex Gorsky.

Portugal recebeu hoje mais de 100 mil doses da vacina da Pfizer

Nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores vão ser distribuídas 11.700 doses.
Comentários