Financiamento das administrações públicas sobe para 10,3 mil milhões de euros até novembro

O regulador bancário explica que desde o início do ano e até novembro, as administrações públicas financiaram-se junto de bancos residentes em 10,7 mil milhões de euros e junto do exterior em 0,5 mil milhões de euros.

O financiamento das administrações públicas subiu para 10,3 mil milhões de euros entre janeiro e novembro do ano passado, o que compara com 0,1 mil milhões de euros registados em igual período de 2019, segundo dados publicados pelo Banco de Portugal (BdP) esta quinta-feira.

O regulador bancário explica que desde o início do ano e até novembro, as administrações públicas financiaram-se junto de bancos residentes em 10,7 mil milhões de euros e junto do exterior em 0,5 mil milhões de euros.

“Em contrapartida, neste período, o financiamento das administrações públicas junto de outros residentes totalizou -0,9 mil milhões de euros”, indica o comunicado do BdP.

A instituição presidida por Mário Centeno indica ainda que o financiamento através de títulos foi de 18,8 mil milhões de euros. “Em compensação, verificou-se um financiamento através de empréstimos líquidos de depósitos de -8,5 mil milhões de euros”, conclui.

Recomendadas

PremiumPoupança continua “muito abaixo” da média da zona euro

Deco alerta: não existe reforço em produtos de aforro. Aumento da poupança para máximos históricos resulta da diminuição do consumo.

PremiumCCP pede a Siza apoios para mais de 100 associações

Com o pagamento de quotas associativas penalizado pelas dificudades de tesouraria, CCP reclama ao Governo apoios a associações empresariais.

PremiumPRR mais para Estado do que para empresas domina preocupações

Maioria dos membros da Associação Cristã de Empresários e Gestores aceita desconfinamento só depois da Páscoa, mas criticam apoios disponibilizados.
Comentários