Fique a saber tudo sobre o pagamento com recurso ao cartão de crédito

Destacamos o facto de os cartões de crédito continuarem a ser  uma das formas de financiamento mais onerosa, existindo outras formas de crédito com taxas de juro mais reduzidas consoante a finalidade. O consumidor de estar atento às condições que tem contratadas e acompanhar o mercado para avaliar se o contrato que tem se adequa ao seu perfil e à oferta.

Num contrato de cartão de crédito, a instituição de crédito disponibiliza ao consumidor um limite máximo de crédito que pode ser utilizado, o que se chama de plafond.

O crédito concedido através do cartão considera-se crédito renovável ou crédito revolving, atendendo a que consoante o consumidor paga os valores anteriormente utilizados, o plafond volta a ficar disponível para uma nova utilização.

Os valores em dívida no cartão de crédito só surgem depois de o cartão ser utilizado e, por isso, o plano de reembolso não está definido à partida, como acontece por exemplo num crédito pessoal.

Modalidades de reembolso do crédito

É essencial que o consumidor e o banco ou instituição de crédito acordem previamente uma modalidade de reembolso para o montante de crédito utilizado, bem como a data em que esse reembolso deve ocorrer.

O consumidor deve estar ciente que quanto menos pagar por mês, maior será o peso dos juros e maior será o período temporal de pagamento da totalidade do montante em dívida.

Recordamos que o consumidor pode optar por:

  • Efetuar o pagamento integral (sem juros), ou seja pagar 100%;
  • Efetuar o pagamento parcial, acordando o montante ou percentagem mínima a pagar na data-limite, que implica o pagamento de juros.

Período de crédito sem/com juros

Independentemente da modalidade de reembolso acordada, há cartões de crédito que incluem um período de crédito sem juros (free-float). Estes cartões podem ser:

  • Cartão com período de free-float – permite a utilização de crédito sem juros durante o período que corresponde ao tempo entre a data de compra do bem ou serviço e a data de pagamento do saldo do cartão. Os juros são contabilizados a partir da data de emissão do extrato mensal, caso o consumidor não reembolse a totalidade dos montantes em dívida;
  • Cartão sem período de free-float – em pelo menos uma modalidade de pagamento, não permite a utilização de crédito sem juros. Os juros sobre os montantes que não são pagos na data acordada são contabilizados a partir do momento da utilização do cartão.

Mensalmente, a instituição de crédito deve emitir um extrato com o montante de crédito utilizado e com a indicação da data de pagamento. O consumidor deve estar atento a todas as informações que contam neste extrato.

Destacamos o facto de os cartões de crédito continuarem a ser  uma das formas de financiamento mais onerosa, existindo outras formas de crédito com taxas de juro mais reduzidas consoante a finalidade. O consumidor de estar atento às condições que tem contratadas e acompanhar o mercado para avaliar se o contrato que tem se adequa ao seu perfil e à oferta.

Informe-se connosco.

Procure-nos em: DECO MADEIRA na Loja do Munícipe do Caniço, Edifício Jardins do Caniço loja 25, Rua Doutor Francisco Peres; 9125 – 014 Caniço; deco.madeira@deco.pt; ou contacte-nos para o número: 968 800 489.

Ler mais
Recomendadas

Trânsito condicionado na Baixa de Lisboa amanhã

Em causa está um desfile de Carnaval. A Câmara Municipal de Lisboa diz que terá implicações em diversas artérias da freguesia de Santa Maria Maior.

Dicas para uma utilização segura do MB Way

Alertamos para as cobranças bancárias pelo uso do MBWAY: Informe-se junto do seu banco sobre a possível cobrança de uma comissão ou valor pela utilização desta app. Cada vez mais os bancos disponibilizam as suas próprias aplicações, procurando com esta estratégia combater o MBWAY.

Contribuintes podem comunicar agregado familiar e atualizar dados até dia 21

Em informação enviada à Lusa, o Ministério das Finanças explicou que “o prazo legalmente previsto termina no dia 15 [sábado]. No entanto, os dados que forem comunicados por essa via até ao final do próximo dia 21 de fevereiro ainda serão considerados pela AT”.
Comentários