Fraudes com cartões bancários: o que precisa saber

Ao utilizar a caixa automática, o consumidor deve sempre verificar se a máquina aparenta estar em bom funcionamento, por exemplo, ao inserir o cartão pode aperceber-se se a ranhura se encontra em condições, isto é, se não está danificada, partida, ou alterada. Se estas boas condições não se verificarem, o consumidor não deverá usar a ATM, pois há o risco de o cartão ficar retido ou até ser alvo de fraude, como seja clonagem.

Quem não tem cartão de débito e/ ou de crédito? Atualmente os cartões de pagamento são o instrumento de pagamento eletrónico mais utilizado para a aquisição de bens e serviços. Até por questões de saúde pública.

Paralelamente a esta realidade, sabemos que as fraudes com os cartões de crédito ou débito também têm crescido e os consumidores necessitam estar prevenidos e atentos.

Cuidados a ter na utilização da caixa automática – ATM ou máquina Multibanco

Ao utilizar a caixa automática, o consumidor deve sempre verificar se a máquina aparenta estar em bom funcionamento, por exemplo, ao inserir o cartão pode aperceber-se se a ranhura se encontra em condições, isto é, se não está danificada, partida, ou alterada. Se estas boas condições não se verificarem, o consumidor não deverá usar a ATM, pois há o risco de o cartão ficar retido ou até ser alvo de fraude, como seja clonagem.

Mas se o cartão ficar mesmo retido?

O consumidor deverá contactar de imediato o seu banco (entidade emitente do cartão) ou verificar os contactos existentes no site do Banco de Portugal que o ajudam a encontrar o emissor do seu cartão.

Em caso de não conseguir reaver o cartão, deve pedir de imediato a anulação do cartão, procurando evitar problemas de maior, tais como apropriação indevida dos seus dados pessoais.

Atenção no momento em que inserir o seu PIN

Alertamos para a necessidade de, ao introduzir o seu PIN na Caixa Automática, tomar precauções para evitar ‘olhares curiosos’ sobre o código, podendo, inclusivamente, tapar o movimento de marcação dos algarismos com a outra mão.

O que fazer em caso de perda, roubo, furto ou falsificação do cartão

Nos casos de desaparecimento do cartão ou até se suspeitar que este foi  falsificado, o consumidor deve comunicar imediatamente a situação ao  emitente do cartão,  através dos contactos indicados pelo banco e também disponíveis no site do Banco de Portugal.

 

Procure-nos em: DECO MADEIRA na Loja do Munícipe do Caniço, Edifício Jardins do Caniço loja 25, Rua Doutor Francisco Peres; 9125 – 014 Caniço; deco.madeira@deco.pt; ou contacte-nos para o número: 968 800 489.

Ler mais
Recomendadas

DECO junta-se ao REFIL para incentivar reutilização de embalagens

Apesar de já se encontrar previsto o comércio de bebidas em embalagens reutilizáveis e de produtos a granel, os consumidores ainda não beneficiam de um mercado que lhes permita adquirir, nestes moldes, produtos de limpeza e higiene pessoal, forçando-os a optar por novas embalagens e aumentando, assim, a sua produção de resíduos, colocando em causa as metas portuguesas da sustentabilidade.

Fim da isenção de ISV para ligeiros de mercadorias recebida com desagrado pela ACAP

A Associação Automóvel de Portugal recebeu com desagrado o fim da isenção do Imposto sobre Veículos de mercadorias a partir de julho, medida que aumentará os custos em cerca de 3 mil euros, apenas em ISV.

Portugal com 6.º preço de gasolina mais caro da UE no primeiro trimestre

A carga fiscal aplicada em Portugal (63%) justificou integralmente a menor competitividade dos preços, tendo praticado um valor superior à média registada na UE (60%), em Espanha (55%), na Alemanha (61%) e na Bélgica (62%).
Comentários