Funchal abre mais duas linhas de apoio para agentes e associações culturais

No final do mês de maio, a Autarquia abriu a linha de apoio “Ajuda a Trabalhadores da Cultura”, que completa este programa municipal, e que vai investir cerca de 475 mil euros na atribuição de apoios extraordinários às associações, entidades e profissionais da cultura do concelho afetados pela pandemia.

A Câmara Municipal do Funchal tem abertas a partir desta segunda-feira, dia 14 de junho, as candidaturas ao Programa “Funchal Apoia + Cultura”, nomeadamente às linhas de apoio “Cultura Segura” e “Apoio à Estrutura”. As candidaturas estão disponíveis por 30 dias e devem ser realizadas online através do site da Autarquia em: https://bit.ly/3iGjgm0

A linha de apoio “Cultura Segura”, destina-se a associações e pessoas singulares que desenvolvam eventos e ações culturais e artísticas, que necessitem de adaptar e dotar as suas instalações dos equipamentos e bens necessários à segurança de público e trabalhadores envolvidos.

Os apoios atribuídos ascenderão, no máximo, a 1.500 euros por ano por entidade ou pessoa singular, tendo como despesas elegíveis: equipamentos de proteção individual, equipamentos de higienização e de dispensa automática de desinfetantes e consumíveis, reorganização e adaptação de espaços de trabalho e espetáculo, entre outros.

Por sua vez, a linha “Apoio à Estrutura”, destina-se a contribuir, de forma célere, imediata e temporária, para o reforço do fundo de caixa de tesouraria das associações com atividade regular no âmbito cultural, e de pessoas coletivas de direito privado, legalmente constituídas, de natureza de ensino artístico que, neste período de pandemia, estão impedidas de realizar um conjunto de atividades e serviços geradores de receitas, que lhes permitam cumprir os compromissos assumidos e pagar as despesas decorrentes de funcionamento.

O apoio vai até o montante máximo de cinco mil euros por ano, por entidade ou pessoa singular, tendo como despesas elegíveis as rendas ou encargos equivalentes, despesas de água, luz ou outros gastos de serviços e despesas de funcionamento.

No final do mês de maio, a Autarquia abriu a linha de apoio “Ajuda a Trabalhadores da Cultura”, que completa este programa municipal, e que vai investir cerca de 475 mil euros na atribuição de apoios extraordinários às associações, entidades e profissionais da cultura do concelho afetados pela pandemia.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, salientou na altura, que “o objetivo destes apoios é garantir que todos conseguem ultrapassar a situação grave que estamos atualmente a viver, mantendo a sua atividade e o seu meio de subsistência, mas também adaptando a sua oferta às novas circunstâncias. O Funchal vai continuar a fazer o seu melhor, no sentido de garantir a sustentabilidade de um dos setores mais afetados pela pandemia”.

Recomendadas

Madeira com saldo positivo no segundo trimestre de 2021 entre constituições e dissoluções de sociedades

Nos primeiros seis meses do ano, o rácio entre constituições e dissoluções na RAM foi de 2,66, valor superior ao observado para o país (1,45).

Coligação Confiança quer Ordem dos Advogados a dar apoio jurídico aos munícipes do Funchal

“Este protocolo vai garantir um apoio jurídico isento, imparcial e de qualidade, executado sobre a égide do Conselho Regional da OA, ao qual caberá organizar uma lista de advogados que assumirão as funções de aconselhamento jurídico”, referiu Sancha de Campanella.

Restauração: Preços afixados com clareza é meio caminho para o bom entendimento entre consumidor e estabelecimento de restauração

A lista do dia e os preços praticados, com taxas e impostos incluídos, devem estar, clara e obrigatoriamente, afixados à entrada do estabelecimento, em local bem visível do exterior.
Comentários