Fundo Corum compra centro logístico da Nobre em Rio Maior. Investimento em Portugal já ronda os 70 milhões de euros

Centro logístico da empresa do sector agroalimentar tem cerca de 9.500 metros quadrados. Trata-se do centro das operações de armazenagem, logística e distribuição da produção da Nobre para Portugal e para mercados internacionais.

O fundo Corum XL anunciou esta segunda-feira aquisição do centro logístico da empresa agroalimentar Nobre. O Valor da aquisição não foi revelado, mas o fundo adiantou que o investimento realizado em Portugal já ronda os 70 milhões de euros.

Em comunicado, o fundo de origem francesa refere que o imóvel em causa localiza-se em Rio Maior, nas proximidades da sede da Nobre, contando com perto de 9.500 metros quadrados. O centro logístico da Nobre foi construído em 2011, sendo “o centro das operações de armazenagem, logística e distribuição da produção da Nobre para Portugal e para mercados internacionais”.

“Este é um ativo estratégico para a Nobre, que desempenha uma missão crítica na distribuição dos produtos da empresa originalmente de Rio Maior, que tem a fábrica a cinco minutos do edifício e é líder de uma indústria resiliente e contra cíclica, atualmente parte da multinacional Sigma Alimentos”, adianta o comunicado.

Para o diretor do fundo Corum em Portugal, José Gavino, o investimento aplicado é o “perfeito exemplo” da estratégia do fundo no apoio de empresas reconhecidas pelos investidores. “Acreditamos na recuperação da economia portuguesa e na capacidade das empresas nacionais”, refere.

“Com esta aquisição diversificamos o nosso portefólio, uma das estratégias principais de crescimento da Corum. Estamos muito satisfeitos com esta transação, incorporando um ativo que cumpre novamente mais um dos requisitos de investimento da Corum, que é estar arrendado por empresas com capacidade financeira e que trazem estabilidade na sua ocupação”, acrescenta o gestor.

Um dos critério da estratégia da Corum é a escolha dos arrendatários dos imóveis adquiridos. O fundo francês “apenas aceita empresas com resiliência financeira”, lê-se no mesmo comunicado.

A Corum foi criada em 2011 e pertence à sociedade gestora de ativos Corum Asset Management. Atualmente, o parque imobiliário deste fundo está espalhado por 17 países e os arrendatários, com contratos de longo prazo, são de sectores de atividade como o retalho, escritórios, hotelaria, logística, indústria e saúde.

[Nota: Por lapso, foi escrito que o fundo Corum tinha adquirido o centro de logística da Nobre por 70 milhões, mas esse valor respeita ao investimento total realizado pela Corum, em Portugal, até ao momento. O valor da aquisição do centro logístico da Nobre não foi revelado pelo fundo francês]

Recomendadas

Ibersol avança com aumento de capital que propicia encaixe até 40 milhões

A empresa que detém a Pizza Hut, KFC, Taco Bell e Burger King anunciou um aumento de capital num montante máximo de 40 milhões de euros. A empresa quer ainda distribuir 20% dos lucros anuais consolidados.

Galp entra no solar no Brasil com a compra de dois projetos de 594 megawatts

A Galp vai entrar nas renováveis no Brasil. A empresa portuguesa acordou a aquisição de dois projetos solares, com uma capacidade total de 594 megawatts de potência.

Goldman Sachs vê EDP a fechar terceiro trimestre com lucros de 505 milhões

Resultados da elétrica nos primeiros nove meses do ano ficariam acima dos 420 milhões do período homólogo de 2020, estima a Goldman Sachs. Mas com o EBITDA a descer, para os 2,48 mil milhões de euros.
Comentários