Furacão ‘Helene’ em direção aos Açores

Informação é avançada esta terça-feira pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Entidade fará uma nova atualização às 23h00. Furacão poderá chegar aos Açores no próximo sábado como tempestade tropical.

Ler mais

O furacão ‘Helene’ está a caminho dos Açores e deverá chegar à região autónoma portuguesa a partir do final do próximo sábado, dia 15 de setembro, segundo avança o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) em declarações à TVI.

“Existe a possibilidade do arquipélago dos Açores sofrer a influência desta tempestade a partir do fim do dia de sábado” refere o IPMA, que fará uma nova atualização às 23h00, ao Canal de Queluz. Esta manhã o centro do furacão estava a 2.530km a sudoeste da região, estando classificado como furacão de categoria 2, com o vento médio de 175 km/h.

O IPMA salienta que ” nas próximas horas existe ainda a possibilidade de se intensificar um pouco (podendo atingir a categoria 3), no entanto a partir de amanhã a sua intensidade deverá começar a diminuir,sendo que a partir de sexta-feira é de prever que seja classificado como tempestade tropical”.

Recomendadas

Rio de Janeiro multa bares e restaurantes que oferecem palhinhas de plástico

As autoridades do Rio de Janeiro começaram hoje a multar os cafés, restaurantes e bares de praia da emblemática cidade brasileira que oferecem palhinhas de plástico aos clientes. ”Estamos na vanguarda de uma grande luta em defesa do meio ambiente”.

Sismo de 2,7 na escala de Richter sentido na Terceira

De acordo com o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, o ‘abanão’ foi “sentido em Angra do Heroísmo” e o CIVISA “continua a acompanhar o evoluir da situação, emitindo novos comunicados caso necessário”.

Bruxelas investiga BMW, Daimler e grupo VW por suspeitas de cartel

O cartel “pode ter negado aos consumidores a oportunidade de comprar carros menos poluentes, apesar de a tecnologia estar disponível para os fabricantes”, segundo a comissária europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager.
Comentários