Furacão ‘Helene’ em direção aos Açores

Informação é avançada esta terça-feira pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Entidade fará uma nova atualização às 23h00. Furacão poderá chegar aos Açores no próximo sábado como tempestade tropical.

O furacão ‘Helene’ está a caminho dos Açores e deverá chegar à região autónoma portuguesa a partir do final do próximo sábado, dia 15 de setembro, segundo avança o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) em declarações à TVI.

“Existe a possibilidade do arquipélago dos Açores sofrer a influência desta tempestade a partir do fim do dia de sábado” refere o IPMA, que fará uma nova atualização às 23h00, ao Canal de Queluz. Esta manhã o centro do furacão estava a 2.530km a sudoeste da região, estando classificado como furacão de categoria 2, com o vento médio de 175 km/h.

O IPMA salienta que ” nas próximas horas existe ainda a possibilidade de se intensificar um pouco (podendo atingir a categoria 3), no entanto a partir de amanhã a sua intensidade deverá começar a diminuir,sendo que a partir de sexta-feira é de prever que seja classificado como tempestade tropical”.

Ler mais
Recomendadas

Europa em protesto contra óleo de palma

Manifestantes ambientalistas vão concentrar-se junto das representações da Comissão Europeia em várias capitais europeias, incluindo Lisboa, para protestar contra o óleo de palma nos biocombustíveis, denunciando os efeitos de desflorestação e impactos em animais como o orangotango.

É necessária uma avaliação ambiental estratégica para o aeroporto do Montijo? Especialistas divididos

O alargamento da base aérea do Montijo, para ser complementar ao aeroporto da Portela, tem levantado várias questões, nomeadamente dos ambientalistas e de alguns partidos políticos, sendo uma das críticas o atraso na apresentação do estudo de impacte ambiental ou a ausência de uma avaliação ambiental estratégica.

Cerca de duas centenas manifestam-se contra exploração de urânio junto à fronteira

Cerca de duas centenas de portugueses e espanhóis manifestaram-se este sábado na fronteira de Saucelle, a seis quilómetros de Freixo Espada à Cinta, para protestar contra a abertura de uma mina de urânio na província espanhola de Salamanca.
Comentários