G-20 indica sinais de recuperação do crescimento económico global em 2020 e 2021

Os ministros da Economia e Finanças do G-20 reconhecem contudo, que existe um ambiente “complexo” marcado por “incertezas” decorrentes de tensões comerciais e por os efeitos provocados pelo surto do coronavírus.

Reuters

Os ministros da Economia e Finanças do G20 analisaram a situação da economia internacional e as primeiras indicações são de uma recuperação do crescimento económico e global para 2020 e 2021, segundo informa o jornal espanhol “Expansión” este domingo, 23 de fevereiro.

Na reunião realizada neste fim de semana em Riade, na Arábia Saudita, os responsáveis económicos do G-20 comprometeram-se em acelerar o trabalho para um acordo global sobre tributação internacional.

Os ministros da Economia e Finanças do G-20 reconhecem contudo, que existe um ambiente “complexo” marcado por “incertezas” decorrentes de tensões comerciais e por os efeitos provocados pelo surto do coronavírus, conforme relatado pelo Ministério de Assuntos Econômicos e Transformação Digital .

Além disso, discutiram as implicações das mudanças climáticas na estabilidade financeira, nos avanços na coesão social e no crescimento inclusivo; sustentabilidade e transparência da dívida dos países em desenvolvimento; investimento em infraestrutura; e a estabilidade do sistema financeiro.

Os ministros do G20 avaliaram positivamente o progresso da estrutura da OCDE para enfrentar os desafios fiscais que surgem da digitalização e garantir uma tributação mínima das sociedades em nível internacional.

Por outro lado, os ministros abordaram os desafios do setor financeiro e apoiaram a regulamentação e supervisão na área digital.

Ler mais

Recomendadas

Produção industrial em Itália cai 2,4% em fevereiro

Em termos homólogos, a produção industrial subiu em bens de capital (1,4%) e baixou a de bens de consumo (3%), a de bens intermédios (2,3%) e a de energia (0,6%).

Leia aqui o Jornal Económico desta semana

A edição digital do Jornal Económico vai estar disponível gratuitamente durante as próximas semanas, devido à situação de emergência nacional causada pela epidemia de Covid-19. Desta forma, todos os leitores continuarão a ter acesso ao Jornal Económico.

Défice da balança comercial aumentou para 1.547 milhões de euros em fevereiro

Tanto as importações como as exportações aumentaram no segundo mês do ano devido à subida do comércio intra-União Europeia, segundo o INE.
Comentários