Galp produz mais 21% de petróleo no terceiro trimestre

Angola registou um aumento da produção de 72%. A venda de produtos refinados caiu 13%, impactada com a paragem para manutenção da refinaria de Sines.

A Galp fechou o terceiro trimestre com um crescimento de 21% na produção de petróleo para um total de 125 mil barris diários. A maioria desta produção (87%) corresponde a petróleo com o restante a corresponder a gás natural.

O Brasil foi o responsável pela maioria da produção da Galp (88%) com 111 mil barris produzidos, mais 17% face a período homólogo.

Já Angola é responsável pela restante produção (12%), registando um aumento de 72% face a período homólogo para 12,7 mil barris diários.

Em termos de matérias primas processadas, a Galp processou menos 26% de matérias no terceiro trimestre, devido a “operações de manutenção planeadas na refinaria de Sines, sobretudo focadas na unidade de destilação atmosférica, tendo sido também implementados projetos de eficiência energética em unidades chave desta refinaria no âmbito das iniciativas “+$1/boe”.

A empresa também destaca que em setembro “verificaram-se restrições operacionais que resultaram na menor utilização das unidades de conversão da refinaria de Sines”.

Como consequência, a venda de produtos refinados caiu 13%, com a venda a clientes diretos a descer 2%.

Já as vendas de gás natural/gás natural liquefeito recuaram 11%, enquanto as vendas a clientes diretos desceram 6%.

A divulgação de resultados do terceiro trimestre vai ter lugar no dia 22 de outubro antes da abertura da bolas de Lisboa.

Recomendadas

Pandemia foi “catastrófica” para sector dos casamentos mas perspetiva é de retoma plena em 2022

Se o sector pensava que em 2021 teria um descanso face ao ano pandémico enganou-se dado que em janeiro do presente ano a economia voltou a ficar suspensa. “Na verdade, entre 2020 e 2021, foram praticamente 18 meses em que esta indústria esteve quase sempre parada, não digo 100% mas 80% em que não se verificou atividade”, refere o diretor-geral da ExpoNoivos.

Brisa selecionada operadora de autoestradas mais sustentável da Europa em 2021

Concessionária escolhida pela terceira vez no “Global Real Estate Sustainability Benchmark” da holandesa GRESB.

Entra hoje em vigor: descida de dois cêntimos no ISP da gasolina e de um cêntimo no ISP do gasóleo

No total, está prevista a devolução de 90 milhões de euros de receita de IVA aos consumidores. A questão agora é saber se as petrolíferas e gasolineiras vão repercutir este alívio no preço dos combustíveis na bomba.
Comentários