GNR identifica dono de restaurante onde foi realizado jantar-comício do Chega em Braga

O dono do restaurante onde foi realizado o jantar-comício com mais de 170 pessoas, este domingo, em Braga, foi identificado pela GNR ao Tribunal de Braga.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) anunciou que identificou ao à justiça da comarca de Braga o dono do restaurante onde foi organizado, este domingo, 17 de janeiro, o jantar-comício do candidato do Chega às presidenciais.

De acordo com o comunicado divulgado, esta segunda-feira, a GNR garante que “acompanhou a realização do evento procurando, nomeadamente, acautelar a manutenção da ordem pública, o que veio a ocorrer”.

No final do evento, as autoridades informam que apuraram a participação de cerca de 170 pessoas, “onde foram servidas refeições, tendo como tal o proprietário do estabelecimento sido identificado por forma a ser elaborado o respetivo expediente e envio para Ministério Público do Tribunal Judicial de Braga, para apuramento de eventuais ilícitos que se possam ter verificado”.

Embora tenha recebido o parecer negativo da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte), André Ventura reuniu 170 pessoas sem distanciamento numa sala com cerca de 450 metros quadrados e sem ventilação, num estabelecimento, em Braga, este domingo.

A organização do jantar-comício do candidato presidencial e líder do Chega, realizado no restaurante “Solar do Paço”, em Tebosa, no concelho de Braga, garantiu aos jornalistas presentes que o evento recebera a autorização da Direção-Geral da Saúde (DGS). No entanto, fonte oficial da ARS-Norte garantiu ao jornal online “Observador” que tinha dado um “parecer desfavorável” à realização do evento.

Esta segunda-feira, o candidato não compareceu ao ultimo debate presidencial, justificando que se encontra em campanha no Norte do país. A candidata do Bloco de Esquerda, Marisa Matias apontou que André Ventura não marcou presença no debate nas rádios, para não ter de “justificar o incumprimento das regras da DGS durante a campanha”.

Ler mais
Recomendadas

Autárquicas: IL vai reunir-se com Moedas e quer PSD e CDS libertos de “hábitos socialistas”

O líder do PSD, Rui Rio, anunciou esta semana o ex-comissário europeu Carlos Moedas como candidato à Câmara de Lisboa nas próximas autárquicas, um “nome forte”, segundo o presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, e que reuniu “um sólido consenso entre as direções do CDS e do PSD”.

Fundadores da Tendência Esperança e Movimento desfiliam-se do CDS-PP

Abel Matos Santos e Luís Gagliardini Graça, que foram fundadores da Tendência Esperança em Movimento do CDS-PP, desfiliaram-se do partido. Abel Matos Santos chegou a integrar a atual direção executiva de Francisco Rodrigues dos Santos.

Autarcas independentes exigem alterações à lei eleitoral até 31 de março

Autarcas eleitos por movimentos independentes exigiram hoje que, até 31 de março, seja feita “a alteração das inconstitucionalidades” provocadas pelas modificações introduzidas em 2020, pelo PS e PSD, na lei eleitoral autárquica.
Comentários