Governo apresenta condolências e manifesta solidariedade para com vítimas da barragem em Brumadinho

O Governo português lamentou hoje “profundamente” as centenas de mortos e feridos, bem como a destruição causado pelo acidente com barragem em Brumadinho no Brasil.

O Governo português apresentou hoje as suas condolências às vítimas do rompimento de uma barragem em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. ”O Governo Português está a acompanhar com grande consternação e profundo pesar as notícias sobre o trágico acontecimento ocorrido em Brumadinho, no Estado de Minas Gerais, com muitas vítimas mortais e ainda um grande número de desaparecidos”, lê-se num comunicado divulgado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Na nota, o Governo português apresenta as suas condolências às famílias das vítimas e manifesta ”a sua solidariedade para com as Autoridades brasileiras e o Povo irmão do Brasil”.

Segundo a comunicação social brasileira, a Defesa Civil de Minas Gerais elevou, esta terça feira, para 65 o número de mortos, salientando também que 279 pessoas continuam desaparecidas.

Neste quarto dia de buscas – que teve reforço de militares enviados pelo governo de Israel –, nenhuma vítima foi encontrada com vida, segundo o corpo de bombeiros.

Relacionadas

Justiça brasileira bloqueia 232 milhões de euros da Vale após tragédia em barragem

Decisão determina ainda que a Vale apresente num prazo de até 48 horas um relatório de socorro às vítimas, mapeie áreas de risco, comece a retirada da lama, adote medidas para não contaminar nascentes e elabore um plano de controlo de epidemias.

Brasil: barragem rebenta em Belo Horizonte e arrasta várias casas

O jornal brasileiro “Estadão” avança que houve casas arrastadas e que os bombeiros já se encontram no local do incidente, onde já se aponta a existência de dois feridos.

Inspeção não encontrou falhas estruturais em mina que rebentou no Brasil

A empresa responsável pela inspecção, realizada em setembro, mostrou-se disponível para colaborar e disponibilizar os documentos necessários às entidades responsáveis por investigar o rebentar da mina.
Recomendadas

André Ventura reeleito presidente do Chega com 97,3% dos votos dos militantes

Depois de ser conhecido o resultado da votação interna, André Ventura reafirmou que o PSD não poderá regressar ao poder sem o Chega.

Ex-autarca do Porto diz que volumetria do projeto do El Corte Inglés é “absurda”

No mês passado, o Bloco de Esquerda denunciou que a Câmara do Porto “abdicou de 31 mil m2 para espaços verdes no projeto do Corte Inglês na Boavista, por considerar não serem necessários devido à proximidade da Rotunda da Boavista”. Para Nuno Cardoso, “tem uma densidade absolutamente desmesurada”.

Rio admite dificuldade de captar mulheres para a vida política e para as autárquicas

Num vídeo pré-gravado de cerca de três minutos transmitido via redes sociais no encerramento da 5.ª Academia de Formação Política para Mulheres do PSD, Rio saudou este tipo de iniciativas, em especial dirigida ao público feminino.
Comentários