Governo de Cabo Verde anuncia que 2019 será o “ano de viragem” para pescas

“O sector das pescas representa o equilíbrio da balança de troca externa de Cabo Verde. Quase 90% das exportações de Cabo Verde recai na pesca”, disse o secretário de Estado Adjunto para a Economia Marítima.

O secretário de Estado Adjunto para a Economia Marítima anunciou esta terça-feira que 2019 vai ser o “ano de viragem” para o sector das pescas em Cabo Verde, lembrando se tratar de uma área “extremamente importante” para a economia cabo-verdiana.

“2019 será o ano de viragem para o sector das pescas que é importante para a economia do país. Nós temos como política no sector a melhoria da pesca artesanal, empoderar o sector semi-industrial e criar um sector industrial”, afirmou o secretário de Estado Adjunto para a Economia Marítima, Paulo Veiga.

O governante fez essas considerações quando falava em Ribeira da Barca, no município de Santa Catarina (interior de Santiago), na abertura do VIII Encontro das Associações de Pescadores e Peixeiras de Santiago, no âmbito das comemorações do Dia do Pescador Cabo-verdiano, assinalado sob o lema “Com os pescadores pelo desenvolvimento”.

De entre os problemas colocados na ocasião pelo presidente da Cooperativa dos pescadores, Peixeiras e Armadores de Santiago Norte, José Rui de Oliveira, o mesmo disse acreditar que são “idênticos” aos de todas as vilas piscatórias, ou seja, a produção de gelo, equipamentos de frio para conservação do pescado, problema do gasóleo, arrastadores e melhoria nos cais de pescas, com os quais corrobora também Paulo Veiga.

Tendo em conta que o sector das pescas é também “fonte de proteína do povo”, Paulo Veiga afirmou que Governo tem que valorizar os pescadores, peixeiras e vendedores de peixe, tendo na ocasião garantido que até o final do ano todas essas questões vão estar resolvidas, lançando ainda como novidade, o facto de que, para a produção vão apostar em energias renováveis.

Nesse sentido, fez saber que consta no programa do Governo dar uma atenção especial ao sector das pescas, aliás, lembrou que o executivo tem estado a investir fortemente no sector das pescas e que esta dinâmica vai continuar.

Além desses problemas primários trazidos a lume, Paulo Veiga indicou que vão continuar a investir na formação para pescadores e vendedores de peixe, em termos de higiene, segurança e de mais valor ao pescado e nas outras formas de conserva do pescado que não seja só pelo frio ou pelo gelo.

“O sector das pescas representa o equilíbrio da balança de troca externa de Cabo Verde. Quase 90% das exportações de Cabo Verde recai na pesca”, disse, lembrando que Cabo Verde é 99 % mar e apenas 1% terra.

Ler mais
Relacionadas

“Falta de um mercado de peixe é evidente”, diz autarca cabo-verdiano

Aníbal Fonseca, presidente da Câmara do Porto Novo – onde a pesca constitui uma das principais actividades económicas, empregando entre 20 a 25% da população ativa local –, afirma que está a trabalhar com o governo de Cabo Verde para reestruturar infraestruturas.

Tráfego de mercadorias nos portos cabo-verdianos cresceu 12,6% em 2018

De acordo com a autoridade portuária de Cabo Verde, no ano passado, registou-se um “aumento robusto” de 109% nas escalas de navios cruzeiros, 199 escalas, e um acréscimo de 23,9% de passageiros.
Recomendadas

Cerimónia fúnebre de Dom Paulino Évora reúne centenas de pessoas na Praia

A ilha de Santiago disse adeus ao primeiro bispo de Cabo Verde. Dom Paulino Évora foi ordenado sacerdote em Portugal em 1962.

Jogos Africanos de Praia fazem de Cabo Verde destino desportivo

“Esta aposta vale a pena porque está dentro da estratégia de tornar Cabo Verde num país relevante no mundo de organizações de eventos desportivos”, disse o ministro do Desporto cabo-verdiano.

Empresas privadas com “expectativas enormes” sobre fórum de investimento em Cabo Verde

O Cabo Verde Investment Forum está agendado para os próximos dias 1, 2 e 3 de julho. “A questão do financiamento continua a ser um dos grandes desafios para o sector privado nacional”, disse o secretário-geral da Câmara de Comércio de Sotavento.
Comentários