Governo escolhe 37 projetos de hidrogénio num investimento de 9 mil milhões de euros

O Ministério do Ambiente esclarece que as propostas que não tiveram ‘luz verde’ do comité de admissão continuam a ser uma “mais valia” e podem candidatar-se ao aviso do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, de 40 milhões de euros,

Nasa – Unsplash

O Governo anunciou esta segunda-feira que passaram à fase seguinte 37 dos 74 projetos de hidrogénio recebidos no âmbito da preparação da candidatura portuguesa ao Important Project of Common European Interest (IPCEI), que representam um investimento na ordem dos 9 mil milhões de euros.

O Ministério do Ambiente e da esclarece que as propostas que não tiveram ‘luz verde’ do comité de admissão continuam a ser uma “mais valia na cadeia de valor”, pelo que continuam a poder candidatar-se ao aviso do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, no valor de 40 milhões de euros, bem como a outras fontes de financiamento setoriais e disponíveis no âmbito do Portugal 2020 e, ainda, a fontes europeias, como por exemplo, o programa Horizon Europe.

“Para a candidatura IPCEI inicia-se agora um processo mais aprofundado, que exige mais detalhe de informação e de verificação das orientações específicas e transdisciplinares, definidas para a análise da compatibilidade com o mercado interno. Será ainda necessário estabilizar os valores de investimento e obter informação técnica e financeira mais detalhada”, explica o gabinete de João Pedro Matos Fernandes.

O suprarreferido comité de admissão dos projetos de hidrogénio integra as áreas governativas da Economia e Transição Digital, do Ambiente e da Ação Climática, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e dos Negócios Estrangeiros e conta com o apoio técnico da Direção Geral de Energia e Geologia e do Laboratório Nacional de Energia e Geologia.

Governo anuncia que recebeu propostas de investimento na fileira do hidrogénio equivalentes a 7,5% do PIB

Ler mais

Recomendadas

Coca Cola aposta no plástico reciclado para as suas embalagens PET

A CuRe tem o potencial de apoiar a Coca-Cola na Europa Ocidental no seu objetivo de eliminar o PET virgem de origem fóssil das suas embalagens durante a próxima década, o que ajudará a eliminar a utilização de mais de 200 mil toneladas de PET virgem por ano.

Portugal Space abre candidaturas para programa de deteção de plástico nos oceanos

As inscrições decorrem até outubro e a melhor proposta de investigação recebe até 500 mil euros. O concurso está aberto a entidades nacionais e internacionais, estando estas últimas obrigadas a trabalhar em estreita cooperação com as instituições portuguesas, que deverão ser líderes de projecto ou, em alternativa, estabelecendo atividade em Portugal.

Repsol produz pela primeira vez biocombustível para aviões

A petrolífera espanhola também desenvolverá alternativas que permitirão obter combustível para aeronaves a partir de resíduos, avançando no compromisso de ser uma empresa com zero emissões líquidas de CO2 em 2050.
Comentários