Governo vai lançar concurso público para pesquisa de lítio em 2020

O Executivo pretende criar um cluster do lítio no âmbito do desenvolvimento cada vez maior da indústria das baterias.

Extração de Lítio

O Governo prepara-se para lançar o concurso público para a pesquisa de lítio em 2020. A medida consta do relatório da proposta do Orçamento do Estado para 2020, entregue no Parlamento na segunda-feira.

O documento estipula que no próximo ano o Executivo vai “lançar o concurso público para atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais de lítio e minerais associados, para nove áreas do território nacional, que se encontra a ser preparado de forma a assegurar uma exploração sustentável das reservas de
lítio existentes no nosso país”.

O objetivo passa por “desenvolver um cluster em torno deste recurso, que permita dar passos significativos e determinantes na cadeia de valor, ultrapassando as operações de mera extração e concentração, para investir também na metalurgia e em atividades de maior valor acrescentado no âmbito da indústria de baterias”.

No relatório do OE, o Governo destaca que “Portugal detém uma grande diversidade geológica, sendo rico em recursos minerais. A atividade mineira, sobretudo quando integrada numa estratégia industrial mais vasta, constitui uma oportunidade para a economia das regiões onde se insere, como fatores potencializadores da
valorização do território, do combate à desertificação e criação de emprego”.

Portugal conta com a sexta maior reserva mundial de lítio entre os nove países que produzem atualmente lítio, segundo um relatório elaborado pelo Governo norte-americano.

Ouro branco: Portugal tem a sexta maior reserva de lítio a nível mundial

Ler mais

Recomendadas

Covid-19: Reino Unido regista 938 novos casos e nove mortes num dia

No total, foram confirmadas 305.623 infeções e 46.210 mortes no país desde o início da pandemia, de acordo com os dados oficiais do Ministério da Saúde, embora as agências de estatística britânicas tenham contado pelo menos 56.400 certidões em que a causa de morte está associada ao novo coronavírus.

Consumo de energia elétrica cai 4,3% até julho e atinge mínimos de 2005, anuncia REN

“O acumulado do ano regista agora uma variação negativa de 4,3% ou 5% com correção de temperatura e dias úteis, tratando-se, para este período, do consumo mais baixo desde 2005”, indicou, em comunicado, a REN.

Mercado automóvel em Portugal com quebra de 16,9% em julho

Já no diz respeito ao período de janeiro a julho de 2020, foram colocados em circulação 96.102 novos veículos, o que representou umadiminuição homóloga de 44,3%.
Comentários