Governo vai lançar linha de apoio à organização de eventos e comparticipar descontos dos operadores turísticos

“Contávamos com maior retoma no verão e procura pelo turismo”, afirmou o ministro da Economia. Pedro Siza Vieira referiu ainda que se procederá a uma revisão do regime do apoio à retoma progressiva.

Harry Murphy/Web Summit

O ministro da Economia, da Economia e da Transição Digital anunciou esta segunda-feira um novo estímulo à procura interna e a criação de uma linha de apoio à organização de eventos na qual os produtores receberão complementações das receitas dos eventos que fizerem.

A partir da próxima segunda-feira, 5 outubro, entrará em vigor um programa para os setores do turismo (alojamento, animação turística, restauração…), transportes e cultura no qual os operadores que ofereçam descontos aos portugueses e turistas receberão uma comparticipação do Estado desse desconto, referiu Pedro Siza Viera na cimeira do turismo nacional organizada pela Confederação do Turismo de Portugal (CTP).

Pedro Siza Vieira diz que a procura turística está “reprimida” mas encontra-se sólida e à espera da retoma da atividade económica na sua plenitude, pelo que o Governo está preparado para estender os apoios à retoma económica e flexibilizar o regime do apoio à retoma progressiva.

“Neste momento, aquilo de que precisamos é de aguentar. Temos uns meses pela frente de procura baixa. Ao fim de tantos meses de esforço do Estado, do sistema bancário e das empresas, o Governo está consciente do contexto em que estamos e de que em maio/junho estávamos a prefigurar um contexto menos adverso para o turismo do que aquele em que nos encontramos”, admitiu o ministro da Economia, fazendo referência à necessidade de investimento na digitalização, na construção do novo aeroporto de Lisboa,

“O crescimento do turismo português não foi um acaso e não se ficou a dever a fatores exógenos. Cresceu em todos os segmentos: em sol em praia, cidades, novos destinos que se afirmaram. Diminuiu-se a taxa de sazonalidade e estruturou-se um conjunto de novos produtos que mereceram a preferência dos clientes”, contextualizou o ministro.

Já o presidente da CTP aproveitou a ocasião para reforçar a importância de que o lay-off simplificado regressasse e a garantia de que a bazuca europeia chega às empresas a tempo. “O país precisa de um turismo forte e competitivo”, afirmou Francisco Calheiros.

“Quero pensar, como os oradores que fui ouvindo, que o futuro do turismo é sólido no mundo e em Portugal. As pessoas vão continuar a querer viajar”, concluiu Pedro Siza Vieira.

Ler mais
Relacionadas

Governo admite desenvolvimento do turismo “sobretudo à custa da iniciativa privada”

Apesar do ênfase dado ao investimento privado, a governante destacou que o “esforço coletivo que não se esgota apenas e tão só no investimento privado, houve um esforço coletivo”. Nesse apoio conjunto, Rita Marques sublinhou o “papel absolutamente extraordinário que houve na administração central”.

Portugueses vão ser reembolsados de parte do IVA em novas compras em restaurantes ou hotéis

Em causa está um novo programa de apoio à procura para os setores do turismo e restauração, que constará na proposta de Orçamento do Estado para 2021, segundo o primeiro-ministro.
Recomendadas

Lucros da EDP Renováveis descem 7% até setembro

A queda dos lucros deve-se ao recuo da produção de eletricidade que, por sua vez, se deve à venda de ativos com uma potência superior a 1 gigawatt.

CIP e Nova SBE lançam esta quinta-feira programa que prepara mulheres para CEO

Carla Sequeira, secretária-geral da CIP, explicou ao Jornal Económico que a confederação abraçou este projeto com a ideia de acelerar o processo de diversidade e de mudança nas empresas.

TAP formaliza alterações na composição do conselho de administração

Tendo em conta a formalização dos cargos em comunicado, o conselho de administração da TAP atualmente está constituído por Miguel Jorge Reis Antunes Frasquilho, que permanece enquanto presidente do conselho de administração e entra formalmente José Manuel Silva Rodrigues, anterior presidente da Carris como vogal do conselho de administração.
Comentários