Grécia pressiona UE para agir rapidamente quanto aos passaportes de vacina

Para o Governo de Atenas, alguns países da UE “estão preocupados com o agora”, em vez de planearem a recuperação económica no verão.

O transporte

O ministro do turismo da Grécia pediu aos líderes da UE para “agirem rapidamente” na adotação dos certificados de vacina que poderiam permitir a retoma das viagens em massa, segundo o “Financial Times”.

“Olhando a reação de alguns países às propostas de certificados de vacinação, sinto que há muita miopia. Há mais a ser feito para nos prepararmos ”, sublinhou o ministro Harry Theocharis.

Para o ministro da Grécia, alguns países da UE “estão preocupados com o agora”, sendo que as nações do norte da Europa não pareciam estar dispostas a olhar para a frente e planear uma recuperação económica no verão. “Precisamos agir mais depressa”, assegurou.

A introdução de passaportes de vacinação será discutida na cúpula da UE na quinta-feira. Os Estados-Membros liderados pela Grécia sugeriram a ideia no mês passado, mas o bloco está dividido e os diplomatas consideram improvável a adoção antecipada do sistema proposto, devido ao temor de que criem um sistema discriminatório de direitos de viagem dos cidadãos.

O turismo é vital para a Grécia, correspondendo a cerca de um quinto do PIB e do emprego, de acordo com a Confederação Grega do Turismo. Apesar de uma reabertura parcial no verão passado, as restrições às viagens internacionais varreram 4% do PIB da Grécia. Por sua vez, as receitas de hotéis e acomodações caíram em dois terços.

O setor grego depende quase inteiramente do turismo internacional, com a população doméstica muito pequena e ainda muito limitada financeiramente após a crise da dívida do país em 2008 . Os alemães representam o maior número de turistas internacionais na Grécia, contabilizando cerca de 4,4 milhões de visitas em 2018, de acordo com a OCDE. Os visitantes do Reino Unido vêm em segundo lugar.

Ler mais
Relacionadas

Como irão funcionar os passaportes digitais das vacinas?

Cada país poderá adotar as características diferentes no certificado de vacinas. No entanto, a tarefa mais difícil será tomada no seio da União Europeia que terá de avaliar como vão ser geridos os dados pessoais de cada pessoa.

Certificado de vacina digital? “Não vejo qual é o problema”, diz Álvaro Covões

A APEFE ainda se vai reunir para debater o que tem sido conhecido como “passaporte digital”, que na prática é um certificado de vacinação. Ainda assim, Álvaro Covões sublinhou ao JE que: “Sempre existiram boletins de vacina”.

Passaporte de vacinação. “Bom para regresso das viagens” no país, mas só em 2022

A presidente da Associação de Sócios Gerentes de Agências de Viagens e Turismo afirmou ao JE que os ‘passaportes de vacinação’ só vão ser uma possibilidade depois de toda a população estar vacina. Até lá, o sector pede uniformização do espaço Schengen.
Recomendadas

EUA. Republicanos do Senado poderão rejeitar pacote de 1,9 biliões de Joe Biden

Os republicanos acreditam que o plano do presidente norte-americano para recuperação da crise provocada pela pandemia inclui medidas que nada têm a ver com alívio à Covid-19. A vice-presidente, Kamala Harris, poderá ter de desempatar a votação do projeto de lei.

Malta reclama pagamento de impostos em dívida a empresa ligada a Isabel dos Santos

A autoridade tributária do país está a reclamar o pagamento de 191 mil euros de impostos à empresa de consultoria Kento Holding.

Sarkozy condenado a três anos de prisão por corrupção ativa e tráfico de influências

O antigo presidente francês foi considerado culpado de corrupção ativa a um magistrado e de tráfico de influências. Foi condenado a três anos de prisão, com dois de pena suspensa.
Comentários