Grenke reduz emissões de CO2 em 17,6 toneladas em Portugal

Num espaço de cinco anos, as operações da multinacional alemã, em Portugal, fizeram com que se reduzissem as emissões de CO2 em 17.629 quilos, produzir menos 1.156 quilos de resíduos, gastar menos 175.922 litros de água e menos 7.835 quilos de madeira.

A empresa especializada em renting de equipamentos tecnológicos, reduziu as emissões de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera em 17,6 toneladas em Portugal, em apenas cinco anos, fruto da mudança de paradigma na implementação de contratos digitais, num total mais de 9.500 desde 2015.

Ao todo, desde 2015 e até março de 2020, a Grenke afirmou 9.538 contratos por via digital nas suas operações em Portugal, o que lhe permitiu reduzir as emissões de CO2 em 17.629 quilos, produzir menos 1.156 quilos de resíduos, gastar menos 175.922 litros de água e menos 7.835 quilos de madeira.

Para a soma destes valores, os cálculos de poupança tiveram em conta três fatores: número de envelopes enviados, número de páginas por envelope e número de destinatários por envelope.

Segundo as estimativas da empresa, no primeiro trimestre de 2020 em território nacional, foram já firmados 1.598 contratos digitais, prevendo-se até final do ano um recorde no que toca a estes documentos. No ano passado, registaram-se 3.304 contratos fechados, um recorde para a empresa alemã.

Olhando para o panorama geral, a Grenke, que está presente em 34 países, soma 248.170 contratos por via digital desde 2015 até março deste ano, reduzindo as emissões de CO2 em 420.870 quilos em 2019, os resíduos em 27.591 quilos, o consumo de água em 4,2 milhões de litros – o equivalente a duas piscinas olímpicas – e o consumo de madeira em 187.054 quilos – o equivalente a dois parques verdes.

A Grenke faturou 69 milhões de euros no ano passado em Portugal, mais 14% do que no ano anterior, que corresponderam à formalização de 9.039 contratos, mais 18% do que em 2018, de acordo com o “Jornal de Negócios”. Este ano, a multinacional espera atingir os 77 milhões de euros de volume de negócios no mercado português.

Ler mais
Recomendadas

Luís Filipe Vieira recandidata-se à presidência do SL Benfica

O dirigente máximo dos ‘encarnados’ fez a revelação na reunião dos órgãos sociais que teve lugar esta terça-feira e assumiu-se como candidato à presidência do clube. Caso seja reeleito, poderá manter-se à frente das ‘águias’ até outubro de 2024.

EDP: Despacho de juiz alude a troca de favores entre Mexia e Manuel Pinho

Segundo o MP, foi também acordado, que da parte do ministro haveria a concessão de benefícios indevidos à EDP, através do exercício das suas funções públicas, tendo como contrapartida o apoio da EDP à sua carreira profissional e académica quando saísse do Governo.

CIP apela à aprovação do plano de recuperação: “Previsões de Bruxelas são um novo sinal vermelho”

A Confederação Empresarial de Portugal defende ainda a “rápida” intervenção do Governo português, que passa pela criação de uma ‘bazuca’ nacional’ “que faça mesmo a diferença”.
Comentários