Há 419 postos sem combustível ao quinto dia de greve

Mais de 70% dos postos de abastecimento estão a funcionar normalmente. O Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas mantém-se isolado nesta paralisação, convocada por tempo indeterminado.

Às 9h30 desta sexta-feira, 419 postos de combustível em Portugal encontravam-se sem gasolina ou gasóleo, o que representa 13,9% do total de postos do país contabilizados (3.014), de acordo com a informação do websiteJá Não Dá para Abastecer“. Há 2.205 postos de abastecimento nacionais em pleno funcionamento (73,2%), enquanto 340 (12,9%) têm em falta ou gasolina ou gasóleo, operando de forma parcial.

Os motoristas de matérias perigosas cumprem hoje o quinto dia de greve, isolados depois de o Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) ter desconvocado a paralisação, o que motivou um agradecimento por parte do Governo. Segundo os dados recolhidos pela rede Vost Portugal (Voluntários Digitais Em Situações de Emergência) e o mapa publicado online, a zona Litoral ainda é aquela que demonstra maiores problemas de abastecimento.

A greve, por tempo indeterminado, foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e pelo SIMM, tendo-se associado ainda o Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos do Norte (STRUN). O Governo decretou serviços mínimos entre 50% e 100% e declarou crise energética, aplicando, assim, “medidas excecionais” para minimizar os efeitos da paralisação e garantir o abastecimento de serviços essenciais como forças de segurança e emergência médica.

Recomendadas

Brexit: Juncker recorda a Johnson que cabe ao Reino Unido apresentar propostas

O presidente Juncker sublinhou a permanente disponibilidade e abertura da Comissão para examinar se essas propostas correspondem aos objetivos do ‘backstop’”.

Primeiro-ministro mentiu à Rainha sobre suspensão do Parlamento? Boris Johnson diz “que não”

Depois do tribunal da Escócia ter acusado o primeiro-ministro de enganar a Rainha Isabel II de um“propósito impróprio de impedir o Parlamento”, Boris Johnson vem agora negar as acusações afirmando que o tribunal do Reino Unido está do seu lado.

Governo britânico com cenário catastrófico de Brexit sem acordo: falta de comida e medicamentos, aumento dos preços da luz, Gibraltar bloqueado

Falta de comida e medicamentos, aumento significativo dos preços, bloqueio de travessias no Canal da Mancha e protestos são algumas das previsões de “pior cenário possível” para um Brexit sem acordo.
Comentários